Zé Felipe é processado por plágio com 'Toma Toma Vapo Vapo'

Compositor afirma que a música de sucesso nas plataformas digitais seria um plágio da ideia que ele teve com a canção "Vip Vap".

Folhapress - 25 de maio de 2022, 15:46

(Foto: Reprodução/Instagram)
(Foto: Reprodução/Instagram)

O cantor sertanejo Zé Felipe, 24, está sendo processado por um cantor e compositor de nome José Carlos de Lima Pereira, conhecido como Carlinhos Mutuca.

Ele afirma que a canção "Toma Toma Vapo Vapo", sucesso nas plataformas digitais, seria um plágio da ideia que ele teve com a canção "Vip Vap".

Pelas redes sociais, o compositor mostrou na íntegra a canção. No refrão, ele cita o termo "Vip Vap", o que agora afirma ser uma possível cópia.

"Essa música que tem o mesmo significado e o mesmo duplo sentido, é como se ele tivesse tirado isso da minha música. Cantei o 'Vip Vap' na Record e no Programa do Ratinho (SBT). Se for plágio eu quero receber meus direitos", diz ele no Instagram.

Segundo informações do Tribunal de Justiça de São Paulo, o caso foi registrado na Comarca de Bragança Paulista e o autor quer receber R$ 30 mil pelos danos causados caso se comprove uma cópia.

Procurada, a assessoria do cantor Zé Felipe afirma que o cantor e a equipe já tomaram conhecimento da ação posposta por José Carlos.

"Assim sendo, o departamento jurídico está elaborando defesa e comprovando que inexiste razão no mérito do pedido, como também que o Zé Felipe é apenas o intérprete da música (cantor)", diz. O comunicado ainda diz que as demais questões deverão seguir entre o autor do processo e as gravadoras e produtoras envolvidas.

A música "Toma Toma Vapo Vapo" foi apenas um dos seis hits emplacados por Zé Felipe entre o top 50 das principais plataformas musicais em 2022. Ela já conta com quase 200 milhões de visualizações no YouTube.