Doadores de sangue devem ficar isentos de taxas em concursos públicos do governo do Paraná

Mariana Ohde


Com Alep

O projeto de lei que isenta doadores de sangue do pagamento de taxas de inscrição nos concursos públicos realizados pelo Estado do Paraná foi aprovado na sessão plenária desta quarta-feira (22), na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

Com isso, a matéria agora segue para sanção, ou veto, do Poder Executivo.

De acordo com a proposta, de nº 498/2016, para ter direito à isenção, o doador deve comprovar que realizou, no mínimo, duas doações dentro do período de doze meses, conforme emenda apresentada pelo deputado Claudio Palozi (PSC). O texto do projeto original, assinado pelo deputado Paulo Litro (PSDB), exigia no mínimo três doações dentro do período de um ano.

Ainda segundo o projeto, a comprovação da condição de doador de sangue será feita com apresentação de documento expedido pela entidade coletora, devidamente atualizado.

O texto do projeto diz que se considera, para efeito de enquadramento no benefício, somente doação de sangue realizada a órgãos oficiais de saúde ou a entidades credenciadas pela União, pelo Estado ou pelo Município.

“Pessoas que estão passando por tratamentos de saúde, acidentados e portadores de doenças no sangue precisam constantemente da reposição e de renovação de sangue. Por isso, estimular a doação regular de sangue mediante incentivos públicos é de extrema importância”, argumenta o deputado Paulo Litro, na justificativa da proposta.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal