Homem salva idoso de afogamento e descobre que ele foi seu primeiro patrão

BandNews FM Curitiba


Um idoso foi resgatado no Parque das Águas, em Pinhais, depois de ter perdido o equilíbrio e caído no lago. Isso aconteceu ontem (21), quando este homem de aproximadamente 80 anos andava pela ciclovia em um triciclo. O resgate foi feito por um rapaz que pescava com a família no parque e acompanhou toda a situação. A Guarda Municipal foi acionada, mas chegou ao local quando a situação estava resolvida.

O caso torna-se único por uma coincidência improvável. O homem que mergulhou no lago para salvar o idoso conhecia a vítima. O metalúrgico Wellington da Silva Santos só se deu conta disso depois que a polícia chegou.

“Fui perceber depois do ocorrido, depois que a polícia chegou, que ele estava fora da água”, conta. Só após o salvamento Wellington conseguiu ficar mais tranquilo e reconhecer a vítima. “Quando olhei, vi que ele era meu primeiro patrão, na primeira empresa que trabalhei”, explica. “Fui lá, falei que fui funcionário, ele reconheceu, reconheceu meu pai, que também já foi funcionário dele”.

Depois de conversar com o ex-patrão e com a família, Wellington ainda aproveitou o fôlego restante para recuperar o triciclo, que ainda estava no fundo do lago. “Era bem fundo e a cava estava bem cheia. Sempre costumo ficar nesse lugar. Estava um metro, mais ou menos, acima do nível normal. Eles arrumaram uma corda e aí, quando a polícia chegou e me autorizou, eu mergulhei para achar a bicicleta. Mergulhei umas três vezes para achar”, lembra.

O momento do resgate foi acompanhado e registrado por outros frequentadores do Parque das Águas. As imagens repercutiram entre os moradores da região e deram início a uma discussão sobre a segurança do local. A ciclovia passa pelo meio do lago sem nenhum tipo de proteção nas beiradas.

A orientação do Corpo de Bombeiros para ajudar uma vítima de afogamento é nunca entrar na água para tentar o resgate. Isso pode fazer com que o ajudante se afogue junto. A orientação é acionar imediatamente o resgate e procurar por objetos flutuantes para socorrer a vítima.

Um pedaço de corda ou um galho de árvores pode ajudar a puxar quem está se afogando para a margem. Objetos flutuantes – como boias, bolas, pedaços de madeira ou até uma garrafa pet vazia e fechada – podem ajudar a tranquilizar a vítima e dar mais tempo para o resgate.

Previous ArticleNext Article
em 20 minutos tudo pode mudar
[post_explorer post_id="588237" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]