Abaixo-assinado contra bloqueio do WhatsApp tem mais de 200 mil assinaturas

Andreza Rossini


Uma abaixo assinado criado nesta terça-feira (19) na plataforma Change.org contra o bloqueio do WhatsApp no Brasil recolheu 286.609 assinaturas até às 16h40 de hoje. O objetivo do Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS Rio) é alcançar 300.000 apoiadores para apresentar o manifesto no Congresso Nacional.

“Esse bloqueio é ilegal, inconstitucional e é proibido pelo Marco Civil da Internet. É preciso respeitar nossa Constituição e proteger a liberdade de expressão, direito garantido pela ONU, preservando a internet como um recurso essencial”, diz o abaixo-assinado.

O aplicativo voltou a ser bloqueado em todo o país, nesta terça, pela terceira vez, após decisões judiciais. A ordem foi emitida pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Duque de Caxias.

O WhatsApp tem 100 milhões de usuários.  Em maio deste ano, o aplicativo ficou fora do ar por 25 horas. Na época, a discussão era que o bloqueio ao app era desproporcional por prejudicar os mais de 100 milhões de usuários no Brasil. Por outro lado, os juízes afirmam que o WhatsApp não colabora com a Justiça brasileira.

Em março de 2016, o juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE), que determinou o bloqueio do WhatsApp em maio, também pediu a prisão do vice-presidente do Facebook na América Latina, o argentino Diego Jorge Dzodan.

Advogados recorrem ao STF para proibir bloqueios no WhatsApp

Mobilização na internet

Além do abaixo assinado, internautas se manifestaram contra a decisão por meio de memes, veja alguns que estão circulando pelas redes sociais.

 

Previous ArticleNext Article