Após desocupação, governo vai informar sobre obras paradas

Redação


O governo do Paraná se comprometeu a apresentar em 15 dias um relatório sobre a execução de obras em escolas prejudicadas por desvios investigados na Operação Quadro Negro que apura fraudes em licitações na educação.

A promessa do governador Beto Richa (PSDB) foi feita em uma reunião ontem com dirigentes da Upes (União Paranaense de Estudantes Secundaristas), que encerrou pela manhã a ocupação de três escolas em Maringá, Noroeste do Paraná.

Os colégios estaduais Gerardo Braga, Tancredo Neves e Adaile Maria Leite, que juntos têm 2.117 alunos, estavam ocupados desde o último dia 25 (no caso do Gerardo Braga, desde o dia 18).

Na reunião, conduzida pelo chefe da Casa Civil Valdir Rossoni (PSDB) e pela Secretária da Educação Ana Seres o governo também cedeu à Upes uma vaga no Conselho Estadual de Alimentação Escolar, que fiscaliza e monitora as ações ligadas à merenda.

Também haverá um estudo para aumentar o número de nutricionistas que atendem as escolas. Em contrapartida, a Upes se comprometeu a reparar danos nas escolas ocupadas. tais como chuveiros quebra-dos e portões emperrados.

(Rafael Neves, Metro Jornal Curitiba)

Previous ArticleNext Article