Black Friday chinesa promete ofertas a brasileiros

Folhapress


LAÍSA DALL’AGNOL

Conhecido na China como ‘Dia dos Solteiros’, o dia 11 de novembro acabou se tornando, no Brasil, a ‘Black Friday chinesa’. Assim como no país asiático, marcas e sites aproveitam para fazer promoções que antecipam a tradicional Black Friday, celebrada, neste ano, em 27 de novembro.

Por aqui, a varejista Americanas reuniu milhões de produtos com até 60% de desconto. Os preços diferenciados valem apenas para compras feitas no site ou aplicativo da marca, até as 23h59 de quinta-feira (12).

A gigante chinesa do comércio digital AliExpress, que foi pioneira nas vendas do ‘Dia dos Solteiros’, também traz ofertas no site brasileiro. São oferecidos descontos em eletrônicos, eletrodomésticos, produtos de beleza, entre outros itens. Com tantas oportunidades de compra, o consumidor precisa ficar atento a ofertas que podem não ser tão vantajosas assim.

A plataforma JáCotei (www.jacotei.com.br) permite a comparação gratuita de preços de itens ao longo de semanas, ou seja, é possível verificar se os preços estão, de fato, mais baixos. Neste mês, em que começa a ser paga a primeira parcela do 13º salário e eventuais bonificações de final de ano, o trabalhador deve se controlar para não acabar se endividando futuramente.

“É importante observar, primeiramente, se eu realmente preciso daquele item que quero comprar ou se é apenas um desejo momentâneo”, diz Cíntia Senna, da Dsop Educação Financeira.

A especialista reforça que é necessário colocar na ponta do lápis quanto vai entrar de dinheiro e quanto o consumidor pretende gastar. “Tudo precisa ser considerado, inclusive saber se há uma reserva de recursos, para que essas compras não afetem o orçamento do começo de ano.”

Previous ArticleNext Article