Brasil chega a 111 mortes por coronavírus e mais 3904 pessoas estão contaminadas

Jorge de Sousa

coronavírus - Brasil - mortes e casos confirmados

O Ministério da Saúde divulgou em pronunciamento em suas redes sociais neste sábado (28) que as mortes por coronavírus no Brasil chegaram a 111 ocorrências, sendo que mais 3904 pessoas estão contaminadas pela doença.

Esse foi o segundo dia com o maior número de casos confirmados (487), perdendo apenas para a última sexta-feira (27), quando 502 ocorrências da doença foram registradas.

Analisando os óbitos, foram 19 novas mortes confirmadas, incluindo as duas primeiras no Paraná e a primeira no Piauí.

CORONAVÍRUS: DADOS DA COVID-19 POR ESTADO

  1. São Paulo: 1.406
  2. Rio de Janeiro: 558
  3. Ceará: 314
  4. Distrito Federal: 260
  5. Minas Gerais: 205
  6. Rio Grande do Sul: 197
  7. Santa Catarina: 184
  8. Paraná: 133
  9. Bahia: 128
  10. Amazonas: 111
  11. Pernambuco: 68
  12. Goiás: 56
  13. Espírito Santo: 53
  14. Rio Grande do Norte: 45
  15. Mato Grosso do Sul: 34
  16. Acre: 25
  17. Pará: 17
  18. Sergipe: 16
  19. Maranhão: 14
  20. Alagoas: 14
  21. Paraíba: 14
  22. Mato Grosso: 13
  23. Roraima: 12
  24. Tocantins: 9
  25. Rondônia: 6
  26. Amapá: 4

MANDETTA REFORÇA IMPORTÂNCIA DO ISOLAMENTO

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, reforçou no pronunciamento a importância das medidas de isolamento adotadas pelos estados como forma de diminuir o preenchimento dos leitos hospitalares e também os focos da doença.

“Tenho recebido relatórios que apontam queda de até 50% da taxa de ocupação com a diminuição da atividade circulatória, principalmente pelos acidentes automobilísticos, em especial com motocicletas. Esse é mais um ponto para que continuemos a adotar essas medidas de isolamento”, defendeu Mandetta.

Conforme o Ministério da Saúde, neste ritmo o sistema público de saúde entrará em colapso até o final de abril. Nesse ponto, de acordo com a projeção, não haverá leitos suficientes para todos e pessoas poderão morrer sem atendimento adequado.

Até o momento 90% dos óbitos registrados foram em idosos acima dos 60 anos, sendo que 84% de todas essas pessoas apresentavam doenças crônicas.

Previous ArticleNext Article