Coronavírus: brasileiros retirados na Tailândia pedem ajuda para voltar ao Brasil

Um grupo de brasileiros, estimado em 200 pessoas, está preso na Tailândia após vôos e conexões para o Brasil serem cance..

Mirian Villa - 24 de março de 2020, 12:07

Brasileiros registram filas no aeroporto de Bangkok (Foto: Colaboração)
Brasileiros registram filas no aeroporto de Bangkok (Foto: Colaboração)

Um grupo de brasileiros, estimado em 200 pessoas, está preso na Tailândia após vôos e conexões para o Brasil serem cancelados. Eles pedem ajuda do Governo para conseguir retornar, já que entre o grupo estão crianças e pessoas que fazem utilização de medicamento controlado.

Nesta terça-feira (24), o Primeiro-Ministro tailandês, Prayut Chan-o-cha, anunciou que em decorrência do aumento de casos de coronavírus, o país entrará em estado de emergência a partir da quinta-feira (26). Entre as medidas do decreto está a proibição de viagens.

EMBAIXADA BRASILEIRA EM BANGKOK TENTA FRETAR VÔO PARA BRASILEIROS

Apesar do decreto entrar em vigor apenas na quinta-feira, as companhias áreas decidiram cancelar os vôos nesta segunda-feira (23). Muitos brasileiros reclamam que as empresas não oferecem suporte para conversa.

Ontem, a Embaixada do Brasil em Bangkok informou que está tentando fechar um vôo com a Ethiopian Airlines para São Paulo, porém horas depois, afirmou que não conseguiu o resultado desejado.

"Eles já sabe que estamos aqui, mas tem todo o gerenciamento de crise no Brasil, e eles precisam mandar vôos para outros países e depois eles podem vir para cá. Precisamos estar todo mundo em um ponto só", disse Jonas Henrique Valdez Come, que está na Tailândia em contato com algumas autoridades brasileiras.