Segue internada vítima de acidente provocado por soja na pista, em Paranaguá

BandNews FM Curitiba


 

Segue internada no Hospital Regional de Paranaguá a mulher de 39 anos envolvida num acidente na BR 277, na noite de ontem (9). O veículo que ela dirigia colidiu de frente com um caminhão, após derrapar na pista. A ocorrência foi registrada por volta das 18h30, no km 4 da rodovia, na região do Pátio de Triagem do Porto.

O Policial Rodoviário Federal, Ricardo Pasqualini, conta que o crime de “vazada” causou o acidente. A carga espalhada na rodovia, junto com a pista molhada trouxe riscos ao tráfego de veículos. “Essa ocorrência no km 4 se deu em função do crime de “vazada”, infelizmente. Nós estávamos fazendo uma ronda próximo. Neste período em que nós fomos até o km1, aconteceu o acidente. A senhora não conseguiu segurar o carro por causa dos grãos que estavam na pista e acabou batendo”.

O motorista Tiago Luis Haus estava passando na rodovia no momento do acidente e conta que chegou a prestar socorro. “Ontem, quando eu estava voltando, a motorista acabou rodando por causa da soja que estava na pista e uma senhora acabou colidindo com o caminhão. É muito triste esse tipo de situação porque essas “vazadas” acontecem constantemente aqui em Paranaguá”, relatou.

Nesta semana, órgãos de segurança divulgaram queda de 76% no número de “vazadas”, entre os meses de março e abril deste ano, em Paranaguá. De 11 registros em março, os casos passaram a cinco, em abril. Pasqualini avalia que, apesar dessa diminuição, ainda há muito trabalho a fazer. “A Polícia Rodoviária Federal está trabalhando em parceira com todos os órgãos competentes para conter esse crime de vazada. Todos estão trabalhando para tentar conter esse tipo de acontecimento. Recentemente tivemos uma operação, foram presos alguns receptadores, mas percebemos que esse tipo de ação continua”.

Por causa do acidente, o tráfego ficou lento na região e a pista sentido Curitiba ficou bloqueada, passando para a forma alternada “pare e siga”. O tráfego foi liberado por volta das 21 horas, após a retirada da carga derramada na pista.

Por Kelly Frizzo

Previous ArticleNext Article
Avatar
em 20 minutos tudo pode mudar