Em 7 meses, companhias áreas transportaram mais de 2 mil profissionais da Saúde de graça

Mirian Villa


Com o início da pandemia da Covid-19 no Brasil, em março de 2020, as companhias áreas ofereceram isenção total da tarifa para profissionais da Saúde envolvidos no combate ao novo coronavírus.

Depois da comprovação de documentos no guichê da companhia nos aeroportos, profissionais como médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, entre outros, pagam apenas a taxa de embarque.

Em sete meses, de março a outubro, a Gol transportou quase dois mil profissionais da Saúde que atuaram na linha de frente no combate a Covid-19. Nesse mesmo período, a Latam transportou 574 trabalhadores, para diversas localidades do país, mediante pagamento da taxa de embarque.

O médico generalista Ricardo Langer, de 29 anos, utilizou o serviço oferecido pelas companhias áreas para atuar no Rio de Janeiro e em São Paulo. A primeira viagem através do benefício aconteceu em junho, desde então, ele utilizou o serviço oito vezes -16 se contar ida e volta.

“Eu atuei na área de Medicina Intensiva no Rio de Janeiro, nos hospitais de campanha do Maracanã e de São Gonçalo, em São Paulo nas cidades de Campinas e Americana atuei tanto em UTI quanto em enfermarias de clínica médica específicas para o tratamento de pacientes suspeitos e confirmados de contaminação pela Covid-19”, contou Langer.

Para o médico, o serviço de isenção da tarifa é de fácil acesso e as companhias áreas colocam os profissionais de Saúde como prioridade no embarque, em alguns casos, até mesmo na frente de seus funcionários.

“As companhias, em todas as viagens que precisei fazer, foram super atenciosas, desde que os médicos cumpram o horário de se apresentar no check-in -que é estipulado em duas horas antes do voo- apresentando uma carta da empresa ou hospital que trabalha, confirmando os locais de atuação e a carteira de identidade médica”, explicou o médico generalista.

Em três meses, apenas uma vez Ricardo não conseguiu embarcar, apesar de cumprir todos os requisitos. De acordo com ele, apesar de estar aguardando junto com comandantes e comissários da companhia, não conseguiu embarcar porque a aeronave havia ultrapassado o peso máximo para voo.

“quando não embarcamos eles já fazem nosso check-in pro próximo voo com prioridade de embarque entre os outros “stand-byers”, então se só sobrar uma vaga, quem embarca é o médico a trabalho, se tiver mais de um médico no mesmo voo, aí é ordem de chegada.”

Desembarque de brasileiros no Aeroporto de Belém, em abril de 2020 (Alex Ribeiro/Ag. Pará)

NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2020, COMPANHIAS AÉREAS ACUMULARAM PREJUÍZO DE R$ 15,7 BILHÕES

Por outro lado, apesar da grande busca de profissionais da Saúde pelo benefício oferecido pelas companhias áreas, a Covid-19 provocou uma grande queda dos voos no Brasil.

Em abril, um mês após o início da pandemia no Brasil, o site Flighradar 24 -que monitora aeronaves por todo o planeta- apontou que o volume de voos recuou 90% no Brasil. No mesmo mês, segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a malha aérea diminuiu 92% no país.

Em setembro, os voos domésticos registraram queda de 55,2% em relação ao mesmo período de 2019. No total, foram transportados 3,05 milhões de passageiros, representando uma diminuição de 61% em comparação com setembro de 2019.

Ainda segundo a Anac, as três empresas aéreas brasileiras com mais participação de mercado -Gol, Latam e Azul- tiveram prejuízo de R$ 6,2 bilhões no 2º trimestre de 2020. O resultado representa o maior impacto negativo obtido em um trimestre pelas empresas desde 2015, quando os dados começaram a ser monitorados.

Nos seis primeiros meses do ano, juntas, as companhias aéreas Azul, Gol e Latam acumulam prejuízo de R$ 15,7 bilhões, o equivalente a uma margem líquida negativa de 129,6%, ante prejuízo líquido de R$ 107,2 milhões registrado no mesmo período de 2019.

*O Paraná Portal entrou em contato com a Azul, que também oferece isenção total da tarifa para profissionais da Saúde, para obtenção de dados, porém, não teve retorno. 

Previous ArticleNext Article