Consumo de alimento vencido pode causar intoxicação séria

Folhapress

alimentos

Alimentos que estão com a data de validade vencida não devem ser consumidos, mesmo que apresentem um bom aspecto visual. Além de estarem mais propensos à ação de fungos e bactérias, substâncias dos próprios alimentos começam a se modificar, depois deste período, podendo causar intoxicações.

“Algumas propriedades do alimento, depois do prazo de vencimento, já não agem da mesma forma. É o bom-senso também. Isso não começa já no primeiro dia pós-vencido, mas é melhor evitar”, explica Thiago Gara, gastroenterologista do hospital São Luiz.

O médico explica que a data de vencimento só deve ser levada em consideração enquanto o alimento ainda está fechado. “Quando aberto, o que vale é o aspecto do alimento. Cor e cheiro, principalmente. Se estiverem diferentes do que normalmente aquele tipo de alimento deveria apresentar, não devem ser consumidos”, explica.

Ana Cristina de Castro Amaral, doutora em Medicina e médica assistente da disciplina de Gastroenterologia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), concorda. “A margem de segurança provavelmente existe, mas a gente não pode ter garantia nenhuma.”

Ela explica que existem tempos diferentes para alimentos diferentes. “Depois de aberto ele vai se deteriorar mais rápido, existe o próprio contato com o ar.”

Sobre alimentos preparados, como arroz, feijão e carnes, Thiago Gara explica que não tem problema guardá-los na geladeira para consumo posterior. No entanto, ele alerta de que é importante sempre colocá-los em recipientes que possam ser tampados. “Quando você cobre, mesmo estando na geladeira, você aumenta a durabilidade do alimento.

Segundo Ana Cristina de Castro, médica da Unifesp, podem ser conservados na geladeira por até dois dias, normalmente, alimentos como carne moída, peru, carne cozida, peixe, marisco. Até quatro dias, molhos e sopas. Alimentos defumados como bacon podem esperar até sete dias.

“A grande maioria das pessoas não se atenta a isso, mas existe uma orientação de como guardar alimentos em geladeira. Inclusive, recomendações de quais prateleiras cada classe de alimento deve ficar”, afirma.

Os alimentos in natura, como carne fresca, podem ser congelados para consumir depois e devem ser descongelados na geladeira.

INFECÇÃO ALIMENTAR

A infecção alimentar é um termo genérico para qualquer infecção adquirida por meio da ingestão de água ou alimento contaminado. Ela pode ser provocada por bactéria, vírus ou parasita. Entre os principais sintomas estão diarreia, vômito, e nos casos mais graves, dor abdominal, febre, dor no corpo e desidratação. A doença é mais problemática para crianças, idosos e pessoas com doenças graves.

Na maioria das vezes, o corpo de um adulto consegue resolver este tipo de problema em até 48 horas. A indicação é tomar muito líquido e procurar tratamento médico se tiver mais que três evacuações por dia, diarreia com sangue, dor abdominal intensa, febre, calafrio e taquicardia.

Suco de fruta natural, chá, água de coco e isotônico são as melhores formas de se hidratar. Quem está em crise deve seguir uma dieta leve, sem alimentos gordurosos ou muito temperados. Entre as dicas para prevenir estão analisar a higiene dos locais quando precisar se alimentar fora de casa e evitar comer alimentos crus em locais em que não se conhece o preparo.

CUIDADOS

Não consuma alimentos vencidos

Observar o aspecto dos alimentos (cor e cheiro) mesmo daqueles que estão dentro da validade

Analisar a higiene dos locais quando precisar se alimentar fora de casa

Evitar comer alimentos crus em locais em que não se conhece a forma de preparo

Após aberto, a validade dos alimentos não conta mais. Deve-se ficar atento a forma de acondicionamento e aos aspectos como cor e cheiro

Alimentos in natura podem ser congelados, sem problema, mas deve-se evitar congelar novamente

NA GELADEIRA

Utilize recipientes com tampas
Não deixe latas abertas na geladeira
Não deixe a porta da geladeira aberta
Ovos não devem ficar na porta
Maionese, catchup e mostarda não devem ficar na porta da geladeira
Não forre as prateleiras, pois dificulta a circulação de ar frio
Limpe os alimentos antes de congelá-los, e embale em plásticos próprios para o congelamento

TEMPO DE VALIDADE DOS ALIMENTOS

Peixe: 1 dia
Frango: 2 dias
Carne: 2 dias
Salsichas e bacon: 7 dias depois de abertos
Sopas e carnes cozidas: 3 a 4 dias
Maionese industrializada: 2 meses depois de aberta
Frios: 3 dias
Ovos: 15 a 30 dias
Sobras: 1 a 2 dias
Leite: 2 dias depois de aberto
Doces: 3 dias
Legumes e frutas: 3 a 7 dias
Verduras e temperos: 2 a 3 dias
Molhos: 20 a 30 dias

INTOXICAÇÃO ALIMENTAR

É um termo genérico utilizado para caracterizar uma gastroenterite que suspeita-se que tenha sido causada por algum alimento. Os principais sintomas são diarreia, vômito e nos casos mais graves dor abdominal, febre, dor no corpo e desidratação. Pode gerar um quadro grave de saúde quando evolui para uma infecção.

DICAS

Tomar muito líquido
Procurar tratamento médico se tiver mais que três evacuações por dia
Dieta leve, sem alimentos gordurosos ou muito temperados durante a crise

Previous ArticleNext Article