Coronavírus: Ministério da Saúde ajusta dados após boletim pela metade

O Ministério da Saúde voltou a apresentar problemas na divulgação dos dados do novo coronavírus (Covid-19). Nesta terça-..

Jorge de Sousa - 23 de junho de 2020, 19:23

Geraldo Bubniak/AGB
Geraldo Bubniak/AGB

O Ministério da Saúde voltou a apresentar problemas na divulgação dos dados do novo coronavírus (Covid-19). Nesta terça-feira (23), o órgão apresentou grande discrepância nos números em comparação aos Conass (Conselho Nacional de Secretarias de Saúde).

Enquanto o Conass divulgou novos 39.436 casos e 1.374 óbitos, o Ministério da Saúde apresentou 21.432 ocorrências e 654 mortes no período.

Com os números divulgados pelo Conass, o Brasil chegou a marca de 1.145.906 casos e 52.645 mortes pelo coronavírus.

Os números do Ministério da Saúde aparecem como pouco factíveis, até porque somente o estado de São Paulo confirmou novas 434 mortes nas últimas 24 horas

Pela primeira vez os dados dos dois órgãos apresentaram uma discrepância nessa ordem. Vale ressaltar que os 1.374 óbitos configuram o maior registro diário de mortes desde o início da pandemia no dia 26 de fevereiro.

Vale lembrar que os boletins de sábado, domingo e segunda-feira costumam apresentar menos casos, porque as secretariais estaduais apresentam dificuldades de encaminhar todos os dados aos finais de semana.

Por isso, os boletins divulgados as terças-feiras costumam apresentar números altos, justamente por contarem com dados acumulados dos dias anteriores.

ATUALIZAÇÃO

O Ministério da Saúde ajustou os números do boletim às 19h30 e confirmou novos 1.374 mortes e 39.436 casos confirmados.

Dessa forma o Brasil chegou a marca de 1.145.906 casos totais e 52.645 óbitos no acumulado

O Ministério da Saúde não confirmou o motivo dos erros na primeira versão do boletim

CASOS DE CORONAVÍRUS POR ESTADO