Coronavírus no Brasil: Mortes sobem 24% e casos confirmados chegam a 7910

Jorge de Sousa

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil registrou alta de 24% nos óbitos, alcançando 299 mortes, com 7910 pessoas tiveram casos confirmados do coronavírus.

Pelo terceiro dia seguido o Brasil registrou mais de 1000 casos confirmados e 30 mortes devido ao novo coronavírus (Covid-19). Segundo o Ministério da Saúde, nas últimas 24 horas o país cresceu em 24% os óbitos, alcançando a marca de 299 falecimentos, sendo que 7910 pessoas testaram positivo para a doença.

O perfil das vítimas fatais segue apontando em sua maioria homens (58%) e idosos (89%). Além disso, 85% dos óbitos foi registrado em pessoas com doenças crônicas e outros fatores de risco como diabetes, cardiopatia e problemas respiratórios.

Até o momento apenas os estados do Acre, Amapá, Mato Grosso, Roraima e Tocantins não registraram óbitos pela doença no Brasil.

São Paulo lidera o ranking de óbitos com 188 ocorrências seguido pelo Rio de Janeiro (41), Ceará (20), Pernambuco (9), Piauí (4), Rio Grande do Sul (5), Paraná (4), Distrito Federal (4) e Minas Gerais (4).

CORONAVÍRUS: DADOS DA COVID-19 POR ESTADO

  1. São Paulo: 3.506
  2. Rio de Janeiro: 992
  3. Ceará: 550
  4. Distrito Federal: 370
  5. Minas Gerais: 370
  6. Rio Grande do Sul: 334
  7. Bahia: 267
  8. Paraná: 252
  9. Santa Catarina: 247
  10. Amazonas: 229
  11. Espírito Santo: 120
  12. Pernambuco: 106
  13. Rio Grande do Norte: 105
  14. Goiás: 73
  15. Maranhão: 71
  16. Mato Grosso do Sul: 53
  17. Pará: 46
  18. Acre: 43
  19. Mato Grosso: 36
  20. Roraima: 26
  21. Sergipe: 23
  22. Paraíba: 21
  23. Piauí: 19
  24. Alagoas: 18
  25. Tocantins: 12
  26. Amapá: 11
  27. Rondônia: 10

MANDETTA MUDA ORDEM DA CAMPANHA DE VACINAÇÃO

Para potencializar a imunização contra a gripe de profissionais expostos ao coronavírus, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou uma inversão no calendário nacional da vacinação.

“Como as aulas nas escolas de todo país estão suspensas, vamos inverter no calendário nacional esses profissionais com os de segurança pública, que estão mais expostos no momento”, explicou Mandetta.

A primeira fase de vacinação é exclusiva para idosos e irá seguir até o dia 16 de abril, quando começa a imunização nos profissionais de segurança pública e também para portadores de doenças crônicas.

COMBATE A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA DURANTE ISOLAMENTOS

Em mais um pronunciamento interministerial, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, anunciou a criação de um aplicativo para denúncias de violência doméstica durante o período de isolamentos em todo Brasil.

“No estado do Rio de Janeiro temos dados que apontam crescimento de 50% de violência contra a mulher desde o início dos isolamentos. Vale registrar que nesse estado é possível registrar um boletim de ocorrência de forma online”, explicou a ministra.

Para possibilitar a denúncia de violência doméstica em todo país, Damares Alves anunciou que o Governo Federal criou o aplicativo “Ligue 180”. A ministra deu o prazo para dois dias para que o serviço esteja disponível nas plataformas Android e iOS.

“A pessoa poderá se isolar em casa e de forma discreta fazer a denúncia por meio do aplicativo. Também faço o apelo para que todo cidadão exerça seu papel e quando tiver suspeitas dessa violência que possa fazer a denúncia em nossos canais”, finalizou Damares Alves.

Previous ArticleNext Article