Coronavírus: OPAS emite alerta para circulação do vírus na América

Redação

coronavírus, casos, ministério da saúde, secretaria, paraná, brasil, rio de janeiro, são paulo, transmissões comunitárias

A OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde) emitiu um alerta sobre o coronavírus (nCoV) nesta terça-feira (21). A doença já infectou mais de 40 pessoas em países asiáticos, como China, Japão e Tailândia. A entidade vinculada à OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que os profissionais de saúde do continente estejam preparados para lidar com a expansão do vírus.

Conforme o comunicado da OPAS, os profissionais devem se atualizar sobre o coronavírus. A entidade recomenda que os profissionais tenham acesso a informações recentes da doença e estejam familiarizados com os princípios e procedimentos para manejar as infecções. Além disso, a organização aponta que autoridades nacionais devem estar capacitadas para obter o histórico de viagens dos pacientes.

De acordo com a OMS, embora mais de 40 casos de coronavírus tenham sido confirmados na Ásia, “não há evidências que sugiram que a transmissão de pessoa para pessoa ocorra facilmente”. Por isso, a OPAS sugere que os países-membros revisem as ações de resposta à disseminação do vírus SARS-CoV em 2003. Conforme o alerta, as autoridades nacionais devem adaptar os manuais e adotar medidas “proporcionais ao risco atual”.

coronavirus, china, corona virus, arenavirus,, coronavírus, virus, virus na china, sars, plague inc, novo virus na china, coronavirus humano, o que é coronavirus, coronavirus, sintoma, oms, opas
Reprodução

O QUE É CORONAVÍRUS: ALERTA DA OPAS/OMS

A OMS (Organização Mundial da Saúde) explica que os coronavírus (CoV) fazem parte de uma grande família. Eles causam várias doenças, como por exemplo resfriados, ou complicações mais graves. Entre as enfermidades mais perigosas estão a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV) e a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV).

Conforme o alerta da OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde), coronavírus são zoonóticos. Isso significa que eles são transmitidos entre animais e pessoas. Além disso, o documento reforça que se tratam de uma nova cepa que ainda não havia sido identificada em humanos.

Por fim, a OPAS e a OMS afirmam que os países-membros devem fortalecer as atividades de vigilância para detectar eventos incomuns e evitar a proliferação do coronavírus na América. No entanto, as entidades não recomendam triagens ou restrições a viagens ou comércio.

Leia as informações completas (em inglês).

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="680222" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]