Corpo carbonizado é achado em carro alugado por embaixador grego desaparecido

Com agência EFEAgentes da Polícia Civil encontraram em um município do Rio de Janeiro um veículo queimado com um corpo c..

Julie Gelenski - 30 de dezembro de 2016, 15:53

Com agência EFE

Agentes da Polícia Civil encontraram em um município do Rio de Janeiro um veículo queimado com um corpo carbonizado, com a placa do mesmo carro foi alugado pelo embaixador da Grécia no país, Kyriakos Amiridis, que está desaparecido desde a última segunda-feira, segundo informaram nesta quinta as fontes oficiais.

O automóvel foi encontrado embaixo de um viaduto do Arco Metropolitano, no município de Nova Iguaçu, e em seu interior havia um corpo carbonizado, segundo informações da Polícia Civil.

"Não posso confirmar categoricamente, pois o veículo estava queimado. Posso confirmar que tem as mesmas características, que era o mesmo modelo e tinha o mesmo registro que o do carro alugado pelo embaixador", disse o delegado Evaristo Pontes, da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

Pontes, citado pela "Agência Brasil", disse que agora será realizada perícia técnica necessária "para saber se o corpo realmente é do embaixador".

Kyriakos Amiridis, de 59 anos, foi visto pela última vez na última segunda-feira e seu paradeiro é desconhecido desde então, segundo uma denúncia recebida nesta quinta pela Polícia Civil.

O caso de desaparecimento está sendo investigado por uma delegacia especializada da Polícia Civil, na Baixada Fluminense.

O diplomata, que foi cônsul da Grécia no Rio de Janeiro entre os anos de 2001 e 2004 e assumiu como embaixador em Brasília no início de 2016, passava na cidade suas férias de final de ano.

Nem a embaixada de Brasília na Grécia nem o consulado no Rio de Janeiro deram informações sobre o desaparecimento.

Amiridis, um advogado formado na Universidade Aristóteles de Salonica, costuma passar algumas temporadas no Rio de Janeiro, onde sua família tem uma residência.

Ele iniciou sua carreira diplomática em 1985 e antes de assumir como embaixador em Brasília, foi titular na Líbia entre os anos 2012 e 2016.