Pandemia da Covid-19 acelera mudança no trabalho de humanos para robôs, diz estudo

Agência Brasil

coronavírus paraná casos

Segundo um estudo do WEF (Fórum Econômico Mundial), a pandemia da Covid-19 acelerou a mudança no trabalho de humano para robôs e, com isso, a inteligência artificial irá destruir 85 milhões de empregos nos próximos cinco anos.

A pesquisa foi realizada com 300 empresas globais, que revelaram que quatro em cada cinco executivos estão acelerando planos para digitalizar o trabalho e implantar novas tecnologias, desfazendo ganhos de emprego obtidos desde a crise financeira de 2007/2008.

Para os trabalhadores que deverão permanecer em suas funções nos próximos cinco anos, quase metade precisará aprender novas habilidades para continuar empregados durante a mudança e, em 2025, os empregadores irão dividir o trabalho entre humanos e robôs, concluiu o estudo.

De modo geral, a criação de empregos está diminuindo e a destruição de empregos acelerando, conforme empresas em todo o mundo usam tecnologia em vez de pessoas para programação, contabilidade e administração.

A boa notícia é que mais de 97 milhões de empregos surgirão em setores de tecnologia como inteligência artificial e na criação de conteúdo, disse o WEF.

Previous ArticleNext Article