Cuidar da saúde hoje garante qualidade de vida no futuro

Conteúdo patrocinado

unimed curitiba, unimed, saúde, qualidade de vida, plano de saúde, bem-estar, futuro

A pandemia da COVID-19 vem reforçando o sedentarismo, a má alimentação, a utilização excessiva de telas (para trabalhar, para estudar e até para socializar) e, devido à necessidade de isolamento, exigiu mudanças na rotina que mantêm as pessoas em um estado de alerta constante. Isso, de acordo com especialistas, gera problemas de ordem emocional que desencadeiam outros e impactam também na qualidade do sono. É certo que um dos legados da COVID-19 é a necessidade de redobrar os cuidados com a saúde. 

Sabemos que, para garantir bem-estar e qualidade de vida no futuro, cada pessoa deve ter hoje uma rotina de cuidados. Mas, apesar do envelhecimento ser um processo natural do ser humano que causa mudanças que alteram o equilíbrio, a força e a capacidade funcional, você sabe quais medidas de prevenção devem ser adotadas em cada fase da vida? E quais as principais orientações dos médicos para manter uma vida saudável? 

“Saúde não é ausência de doença, mas um bem-estar bio-psico-social e até espiritual como a Organização Mundial da Saúde define. O nosso tripé de envelhecer saudável é baseado em alimentação de qualidade, atividades físicas regulares, controle de estresse e rotina de acompanhamento médico para prevenção de doenças”, afirma o médico cooperado da Unimed Curitiba Rubens de Fraga Júnior, especialista em geriatria e gerontologia pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG). De acordo com o especialista, a pandemia e o distanciamento social forçaram as pessoas a ficarem mais tempo em casa – trabalhadores em home office, crianças tendo aula online e idosos isolados – e isso fez com que as pessoas perdessem o ritmo e a disciplina para as refeições, para os exercícios e até mesmo para o gerenciamento de suas emoções. “Mas se não tivermos uma rotina, teremos uma desregulação dos centros que controlam a fisiologia do nosso corpo e isso nos fará adoecer”, afirma. 

Para o médico cooperado da Unimed Curitiba Rafael Deucher, especialista em medicina intensiva, coordenador das UTIs do Hospital Vita Batel e presidente da Sotipa – Sociedade de Terapia Intensiva do Paraná, é preciso manter uma estabilidade da nossa saúde de forma global em todas as fases da vida, desde a infância, passando pela adolescência, vida adulta e terceira idade. “Ter rotina de vida balanceada, com relação ao sono e à alimentação, por exemplo, são essenciais. Durante o sono a gente se reestabelece, melhora o humor e a produtividade e te ajuda a ter condições de se doar para a família. Sobre a refeição, os nutricionistas sempre falam que devemos descascar mais do que abrir mais embalagens. Resumindo, desenvolver bons hábitos de saúde são sempre as melhores opções”, explica.

Com relação à atividade física, os médicos reforçam a importância da frequência, intensidade e tempo para manter a regularidade de exercícios principalmente para prevenir doenças cardíacas. “Somos uma máquina e, por isso, não podemos ficar parados. Senão vamos acumular gordura e a nossa qualidade de vida só vai piorando, porque a inatividade física, além de gerar complicações principalmente no aspecto cardiológico, pode afetar a saúde mental e abrir portas para doenças como depressão e ansiedade. É muito preocupante, pois todos já estamos passando por tempos incertos e inseguros. O sedentarismo pode agravar ainda mais o cenário clínico e se tornar uma questão séria para a saúde da mente do paciente. E para a saúde física, a falta de exercício pode gerar, também, a perda do controle dos fatores metabólicos e cardiovasculares, trazendo à diversas complicações, algumas vezes crônicas. Por isso, meu conselho é: mexa-se. Nem que seja ir à padaria a pé ou subir escadas do prédio por exemplo”, sugere o médico intensivista Rafael Deucher.

No Dia Mundial da Saúde, celebrado em 7 de abril, a Unimed Curitiba lançou uma campanha para reforçar justamente a importância de manter os cuidados com a saúde para poder aproveitar todos os momentos que temos vontade de viver no pós-pandemia. Com um filme inspirado nesses momentos que queremos reviver e com uma mensagem otimista e esperançosa sobre o futuro, a cooperativa pretende provocar uma reflexão sobre a importância de todos colaborarem e redobrarem os cuidados preventivos para garantir que iremos aproveitar quando esse dia tão esperado chegar.

Fonte: Unimed Curitiba

“Conteúdo publieditorial patrocinado fornecido por terceiros, de total e exclusiva responsabilidade do contratante. Não reflete posicionamento editorial deste veículo e não nos responsabilizamos pelos direcionamentos de seus links”.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="759423" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]