Distribuição de sinal da TV Assembleia é licitada por valor 35% abaixo do teto

Redação


A Diretoria de Apoio Técnico (DAT) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) realizou na manhã desta segunda-feira (6) pregão para a contratação de empresa para distribuição e recepção de sinal da TV Assembleia para operadoras de TV a cabo e a contratação de geradora de TV para distribuição de sinal em VHF/UFH, através de TV aberta. Dividido em dois lotes, o edital previa um valor de até R$ 81 mil para a distribuição para a TV a cabo e R$ 142 mil para a TV aberta.

O primeiro lote teve como empresa vencedora a Alpha Vision Comércio e Serviços de Telecomunicações – AVS Telecom, sediada no Rio de Janeiro e fundada em 2001. O valor oferecido pela empresa foi 34,57% menor que o teto previsto em edital, ou seja, R$ 53 mil. Cinco empresas participaram do leilão, que lance a lance disputaram o direito da prestação de serviços na distribuição e recepção de sinal da TV Assembleia para as operadoras de TV a cabo.

O sócio-gerente da AVS Telecom, Oséias Santos da Silva, ressaltou que a empresa já presta serviços para o Senado Federal, TV Justiça, Câmara dos Deputados, além das Assembleias Legislativas do Rio Grande do Sul e da Bahia, e que o sinal do satélite ficará disponível 24 horas por dia, podendo ser acessado por qualquer operadora de TV e também qualquer cidadão, através da frequência da antena parabólica. “Hoje a AVS Telecom detém no mercado clientes importantes e estamos desenvolvendo um trabalho com várias Assembleias. O ganho para as Assembleias é grande porque o satélite tem cobertura não só no Brasil, mas na América toda, o que amplia a divulgação dos trabalhos de maneira muito grande”, relatou Silva.

O contrato com a atual prestadora dos serviços se encerra no próximo dia 29. Até essa data os equipamentos da nova empresa a ser contratada deverão ser instalados no prédio da Alep, que também irá disponibilizar uma equipe técnica para atendimento em Curitiba. Para Silva, a captação do sinal na sede do Legislativo paranaense e o envio direto para o satélite permitirá um ganho maior na qualidade do sinal a ser recebido pelo telespectador da TV Assembleia.

Já para o segundo lote em licitação não houve interessados, e o processo foi considerado deserto. Caberá agora à Alep iniciar um novo processo licitatório para a contratação da empresa geradora de TV para a distribuição de sinal em TV aberta.

(Com informações da Alep)

Previous ArticleNext Article