Doenças de inverno exigem atenção em meio à pandemia

Comuns aos dias mais frios do ano, gripes, resfriados, rinites, sinusites, amidalite, infecção no ouvido, merecem uma at..

Unimed Curitiba – Conteúdo de Marca - 05 de agosto de 2020, 15:16

Divulgação/Unimed
Divulgação/Unimed

Comuns aos dias mais frios do ano, gripes, resfriados, rinites, sinusites, amidalite, infecção no ouvido, merecem uma atenção ainda maior em tempos de pandemia provocada pela COVID-19. Já parou para pensar que “moram mais germes em pequenas superfícies do que em grandes cidades”? A quantidade de vírus, bactérias e outras formas de vidas praticamente invisíveis “escondidas” em diferentes objetos do dia a dia, como maçanetas, corrimãos e torneiras, requer um olhar especial.

Observando a rotina do dia a dia, é possível constatar que o perigo está em todo o lugar. E não existe apenas o novo coronavírus. Os tradicionais vírus e bactérias, comuns durante o inverno, mantém-se ativos. Para se prevenir das doenças típicas dessa estação do ano, uma dica é adotar novos hábitos de vida e incorporá-los em sua rotina.

Ainda que haja menor circulação de pessoas para evitar o contágio pelo novo coronavírus, alguns cuidados podem fazer toda a diferença no dia a dia, como:

  • Evitar locais fechados e com grande circulação de pessoas.
  • Deixar o ambiente em que nos encontramos o mais ventilado e arejado possível.
  • Ao tossir ou espirrar, sempre cobrir a boca e o nariz, preferencialmente com lenço de papel descartável ou usar a dobra do cotovelo.
  • Lavar as mãos com água e sabonete, especialmente após passar por locais públicos. Álcool gel é também uma boa opção para ter sempre consigo para a higienização frequente das mãos.
  • Alimentar-se bem; comer muitas frutas e verduras e ingerir boas quantidades de água.
  • Para mães com bebês ainda lactentes, procurar manter a amamentação exclusiva com leite materno.
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal.
  • Ficar em casa sempre que possível.
  • Usar máscara facial da forma correta sempre que precisar sair de casa e/ou quando tiver contato com outras pessoas.
  • No caso de febre acompanhada de sintomas respiratórios, como tosse e dor de garganta, procure um médico.

Neste “Tempo de Cuidar”, conceito trabalhado pela Unimed Curitiba, é importante cuidar da saúde, cuidar dos ambientes, cuidar de si e do próximo. O mundo mudou e agora cada vez mais precisamos ter atitudes colaborativas. Para ajudar nesse processo de reflexão, a Unimed Curitiba lançou a campanha “Moram mais germes em pequenas superfícies do que em grandes cidades”, que mostra, de forma bem didática, a quantidade surpreendente de seres vivos em objetos e utensílios utilizados em nosso cotidiano.

Partindo dessa premissa, até o fim de agosto, as pessoas vão se deparar com peças que compõem toda uma plataforma de comunicação, com intervenções on e off-line. Criada pela Bronx, a nova campanha traz mensagens de texto diretas, lembrando que as doenças de inverno seguem em nosso meio e, dessa forma, também precisam da atenção e cuidado de todos.