Duas pessoas morrem durante ataque em local de treino da seleção brasileira

Andreza Rossini


Duas pessoas morreram baleadas em um ataque a tiros ocorrido na Universidade da Calofórnia em Los Angeles (UCLA), na manhã desta quarta-feira (1). A seleção brasileira de futebol, que vai disputar a Copa América Centenário nos Estados Unidos, tinha um treino programado para as 17h (21h no horário de Brasília) na universidade, mas o treino foi transferido.

 Segundo a polícia, os atiradores entraram pelo acesso sul do campos. Os dois mortos são do sexo masculino, não foram divulgados mais detalhes sobre as vítimas.

São procurados um homem e uma mulher, brancos. A polícia ainda informou que foi encontrado um bilhete suicida no local. Os tiros foram disparados no lado sul da universidade, onde ficam os edifícios de Ciências e Matemática. Os dois mortos estavam dentro de um dos prédios, onde havia mais de 500 estudantes.

Não se sabe se o ataque foi feito por professores, estudantes, funcionários ou invasores do campus. O local foi isolado e centenas de agentes fazem buscas aos suspeitos. As aulas serão retomadas na quinta-feira (2).

Segundo a assessoria de imprensa da seleção, não havia atletas brasileiros no local no momento do incidente. Em nota, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informou que o treino da equipe brasileira foi transferido e antecipado para às 16h locais. Em vez de treinar na universidade, os jogadores terão uma atividade comandanda pelo técnico Dunga no StubHub Center.

Além disso o coordenador de Seleções, Gilmar Rinaldi, deve conversar com a imprensa antes do treino.

Previous ArticleNext Article