Empréstimo de mais R$ 220 milhões passa na Alep

Narley Resende


Metro Jornal Curitiba

Com 32 votos sim e 6 não, a Assembleia Legislativa aprovou ontem a liberação de um novo empréstimo para o governo do Estado. Serão até R$ 220 milhões a serem aplicados no programa “Rotas do Desenvolvimento”, para investimentos em três rodovias no Paraná. Em janeiro, o Executivo já contraiu dívidas de R$ 360 mihões junto ao BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). A verba está sendo aplicada, prioritariamente, em segurança.

O novo texto tramitou em regime de urgência e gerou críticas de deputados de oposição. “Estão querendo endividar o Estado para o próximo governador pagar a conta. Um projeto caro, genérico e que não traz nenhuma garantia de torno ao Paraná”, disse Requião Filho (PMDB).

Já no ano passado havia sido aprovado um projeto de lei para empréstimo de R$ 150 milhões para o mesmo “Rotas do Desenvolvimento”. A mudança foi necessária, segundo o governo, porque foram incluídos novos trechos, o que aumentou os gastos. Além disso, o texto anterior previa garantias do governo federal, que não serão mais usadas, pois serviram para os empréstimos junto ao BID.

Como garantia do novo empréstimo, o Executivo vai oferecer recursos do Tesouro Estadual que já estão disponí- veis no Banco do Brasil, através de CDBs. O pagamento será feito em 10 anos (com dois de carência) e os juros são de 127% do CDI (Selic) ao ano. À medida em que as parcelas forem vencendo, o BB pode retirar os próprios recursos bloqueados como garantia.

Previous ArticleNext Article