EUA autorizam vacina da Pfizer contra Covid para crianças de 5 a 11 anos

Folhapress

Paraná deve comprar vacina da Pfizer no 2° semestre, anuncia secretário

A agência reguladora norte-americana (Agência de Alimentos e Drogas dos Estados Unidos, a FDA, sigla em inglês) autorizou nesta sexta-feira (29) que a vacina da Pfizer contra a Covid-19 seja aplicada em crianças de 5 a 11 anos nos EUA.

Com a decisão, é esperado que 28 milhões de crianças americanas sejam imunizadas.

O aval ocorre dias após um painel médico de especialistas formado por assessores do governo dos Estados Unidos apoiar o uso do imunizante. A decisão abre o caminho para que a faixa etária se vacine em poucas semanas.

Os especialistas independentes concluíram que os benefícios –tanto diretos, para a saúde das crianças, quanto indiretos, para pôr fim às interrupções escolares– superavam os riscos conhecidos.

Uma reunião do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) foi agendada para a próxima semana para avaliar como será feita a imunização dessa faixa etária.

A FDA autorizou para essa faixa etária uma dose reduzida de 10 microgramas, abaixo dos 30 microgramas que são aplicados em pessoas com 12 anos ou mais.

Um estudo da Pfizer compartilhado pela FDA mostrou que a vacina tinha eficácia de 90,7% para prevenir a Covid-19 sintomática e não apresentava problemas de segurança graves.

A farmacêutica espera dados de um ensaio clínico em crianças de 2 a 4 anos até o final do ano.

Até agora, poucos países liberam a vacinação de crianças, como China, Cuba e Emirados Árabes Unidos.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="800255" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]