EUA querem vacinar 100 milhões de pessoas contra a covid-19 até março

Redação e Agência Brasil


Os Estados Unidos esperam imunizar 100 milhões de pessoas com a vacina contra a covid-19 até o fim de março, disse o chefe do programa norte-americano de vacinação para a doença.

A primeira vacina foi autorizada para uso emergencial pelos reguladores dos EUA na noite da última sexta-feira e a distribuição teve início neste domingo (13).

“Teremos imunizado 100 milhões de pessoas até o primeiro trimestre de 2021”, afirmou o chefe da Operação Warp Speed,  Moncef Slaoui, em entrevista.

Ele disse que os Estados Unidos pretendem ter cerca de 40 milhões de doses da vacina distribuídas até o fim de dezembro de 2020, o que incluiria a vacina recém-autorizada da Pfizer Inc e uma da Moderna Inc, cuja expectativa é obter a autorização para uso de emergência ainda nesta semana.

Outros 50 milhões a 80 milhões de doses serão distribuídos em janeiro, e o mesmo número em fevereiro, disse Slaoui. A vacina requer duas doses por pessoa.

“Estamos trabalhando com a Pfizer para continuar a ajudá-los e apoiá-los a atingir o objetivo de nos fornecer mais 100 milhões de doses no segundo trimestre de 2021”, explicou.

Nos Estados Unidos, os primeiros a serem vacinados serão os profissionais de saúde da linha de frente, bem como os residentes em casas de repouso.

ESTADOS UNIDOS BEIRAM OS 300 MIL MORTOS

De acordo com levantamento epidemiológico da Organização Mundial da Saúde (OMS), quase 300 mil norte-americanos já morreram em decorrência da covid-19.

Segundo a OMS, desde o início da pandemia até esta segunda-feira (14) os Estados Unidos registraram 295.406 mortes pelo novo coronavírus, além de 15,8 milhões de casos confirmados da doença.

Os números colocam os EUA no topo do ranking de países com maior incidência da covid-19 no mundo.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="734344" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]