Dois ex-secretários de Paranacity são suspeitos de desvio de dinheiro público

Redação


Foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), na manhã desta quarta-feira (12), a operação ‘Coleta‘ em Paranacity e municípios próximos, no noroeste do Paraná. Cinco mandados de prisão temporária e 18 de busca e apreensão foram expedidos pela 2ª Câmara do Tribunal de Justiça do Paraná.

Segundo o Gaeco, a ação tem como alvo dois ex-secretários de Paranacity, um advogado contratado e dois empresários. A 2ª Câmara do Tribunal de Justiça do Paraná determinou que a atual prefeita de Paranacity não tenha contato com testemunhas e demais investigados.

ESQUEMA DE DESVIO DE DINHEIRO EM PARANACITY

A operação ‘Coleta’investiga a atuação criminosa de servidores e empresários que teriam se utilizado de empresas para o desvio de dinheiro público. Segundo as investigações, uma empresa contratada para fazer conservação e limpeza recebia valores referentes à prestação do serviço. Porém, o município pagava diretamente a funcionários particulares da empresa de limpeza, principalmente em reclamatória trabalhista.

Além disso, dentro do esquema montado, um posto de combustíveis emitia notas falsas para justificar a retirada de dinheiro e os pagamentos indevidos pela prefeitura.

Os mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em:

  • Paranacity – 12 mandados;
  • Itaguajé – um mandado;
  • Bela Visto do Paraíso – dois mandados;
  • Maringá – dois mandados;
  • Paranavaí – dois mandados;

São alvos das buscas: gabinetes, setor de recursos humanos e o de licitações da prefeitura de Paranacity, o prédio da Secretaria Municipal de Obras, além de quatro empresas, dois escritórios de contabilidade e dez residências.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="683352" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]