Fã de concursos, paranaense que estampa Ruffles nega racismo

Narley Resende


Um paranaense fanático por promoções e ofertas virou centro de uma discussão sobre racismo depois de vencer um concurso da batata Ruffles.

Reginaldo Caetano de Moraes, que é negro, participou da promoção em que os consumidores sugeriram novos sabores da batata. O concurso teve centenas de participantes.

Depois de passar por três etapas, o sabor de feijoada, sugerido por Reginaldo, foi o vencedor, entre 500 concorrentes. Como prêmio, ele ganhou 10 mil reais em dinheiro, além de ter a própria imagem estampada na embalagem do salgadinho.

Alguns seguidores da página da marca no Facebook questionaram uso da imagem de um homem negro para ilustrar o produto no sabor de feijoada. Desde setembro do ano passado a batata sugerida pelo paranaense já está nos mercados.

A promoção chegou a ser motivo até de uma denúncia ao Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária, o Conar.

Apesar da repercussão, Reginaldo, que mora na zona rural de Quitandinha, Região Metropolitana de Curitiba, afirma que só ficou sabendo da polêmica na última sexta-feira e que nem tinha ideia que isso estava acontecendo.

Ele diz que não consegue enxergar qualquer cunho racista na promoção.

Fã de concursos, paranaense que estampa Ruffles nega racismo
Reprodução / Facebook

“Com relação à polêmica, fiquei sabendo na sexta-feira (20) quando um colega meu me mandou no Facebook. Eu nem sabia da polêmica. Eu que sou um cara comunicativo, rodo o ‘paranazão’, não fiquei sabendo. Pra mim, não vi nada de diferente, não me afetou em nada”, afirma.

Reginaldo, que tem 44 anos, conta que o sabor criado por ele passou por um rigoroso processo de seleção antes de vencer o concurso. Além disso, ele foi o responsável por criar o desenho da embalagem em que aparece.

“O sabor que eu criei foi o Raffles Feijoada Tradicional, fui um dos três finalistas. No site, você sugeria o sabor, coloria a embalagem, e do próprio site mandava para os amigos votassem nos sabores que você criou”, explica.

Há 25 anos, Reginaldo participa de todas as promoções que encontra no mercado. Ele também participa de sites que mapeiam promoções e virou um especialista em vencer.

O microempreendedor, que administra um depósito de sucata, acumula prêmios que vão de cartões com créditos para compras, joias, outros produtos e também valores em dinheiro. O que importa pra ele é vencer.

“Mais significativo foi um cartão de crédito do Carrefour da promoção Minuano, ganhei 5 mil reais. Também ganhei prêmios ‘pequenos’. Na verdade o importante é ganhar. Ganhei dois cartões de crédito da Nestle, no valor de 100 reais; um da Colgate de 300 reais; uma pulseira de 500 reais; um faqueiro da Dona Benta, que não sei o valor”, conta animado.

A empresa PepsiCo, que é dona da marca de batata frita, publicou nota para se posicionar sobre o assunto. A multinacional de alimentos e bebidas afirma que apoia a diversidade e a inclusão.

De acordo com a nota, a embalagem de Ruffles #Feijuuuca, como é identificada na internet, exibe a imagem do criador do sabor.

Ele é um dos três finalistas do concurso ‘Faça-me um sabor Ruffles’, lançado em 2016, no Brasil. De acordo com a empresa, todos os pontos foram esclarecidos ao Conar, que encerrou o caso por decisão unânime.

Nota na íntegra:

“A PepsiCo é uma empresa global de alimentos e bebidas que apoia a diversidade e a inclusão. A embalagem de Ruffles #Feijuuuca exibe a imagem do criador do sabor, um dos três finalistas do concurso ‘Faça-me um sabor Ruffles’, lançado em 2016, no Brasil. Todos estes pontos foram esclarecidos ao CONAR, que encerrou o caso por decisão unânime.’’

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="410780" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]