Força Aérea intercepta avião com 500 kg de cocaína

A aeronave suspeita não tinha plano de voo e entrou no espaço aéreo do Brasil pela fronteira do Mato Grosso do Sul.

Redação - 04 de julho de 2022, 11:51

Foto: Divulgação/Polícia Federal
Foto: Divulgação/Polícia Federal

A Força Aérea Brasileira (FAB) interceptou um avião de pequeno porte que transportava cocaína, neste domingo (3), no Mato Grosso do Sul. A aeronave entrou no espaço aéreo brasileiro sem autorização, conforme a FAB.

Duas aeronaves de defesa aérea A-29 Super Tucano foram acionadas para monitorar e interceptar o avião. Os pilotos de defesa aérea seguiram o protocolo das medidas de policiamento do espaço aéreo brasileiro, interrogando o piloto da aeronave, mas não obtiveram resposta. Nesse momento, a aeronave foi classificada como suspeita.

Na sequência, os pilotos da FAB ordenaram a mudança de rota e o pouso obrigatório em aeródromo específico. Porém, o piloto do avião interceptado não obedeceu. A defesa área, então, comandou tiros de aviso, seguido por tiros de detenção.

Após a execução do tiro de detenção, a aeronave, que não tinha plano de voo e entrou no espaço aéreo do Brasil pela fronteira do Mato Grosso do Sul, fez um pouso forçado em São Paulo, entre as cidades de Jales e Pontalinda.

Aeronave fez um pouso forçado em São Paulo. Foto: Sargento Bianca / CECOMSAER e Divulgação Polícia Federal

A partir de então, a Polícia Federal foi acionada. Duas pessoas que estavam a bordo da aeronave fugiram antes da chegada dos policiais. No interior do avião, a polícia localizou 500 kg de pasta base de cocaína.

De acordo com o Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), os radares identificaram a aeronave entrando no espaço aéreo brasileiro. O avião, sem contato com o controle, descumpriu todas as medidas de policiamento realizadas, mostrando-se hostil.