Caminhoneiros: Fetranspar diz que “não é o momento” para paralisação

Redação

Caminhoneiros paralisação

A Fetranspar (Federação das Empresas de Transporte do Paraná) divulgou na manhã desta sexta-feira (29) nota a respeito da proposta de movimentos ligados aos Caminhoneiros de uma possível paralisação nacional a partir de 1 de novembro. A nota, assinada pelo presidente da federação, Coronel Sérgio Malucelli, diz que a pauta dos movimentos é justa, mas entende que “não é o momento para paralisações.” Leia a seguir, a íntegra da nota da entidade sobre a possível paralisação dos caminhoneiros.

Nota pública sobre a paralisação dos caminhoneiros autônomos

“A FETRANSPAR vem acompanhando os movimentos que estão propondo uma convocação nacional de manifestação para o dia 1º de novembro.

A Federação entende que a pauta proposta é legítima – REDUÇÃO DO PREÇO DO DIESEL E A REVISÃO DA POLÍTICA DE PREÇOS DA PETROBRAS. Contudo, não é o momento para paralisações. O TRC é fundamental para a economia do Paraná e do Brasil.

Em virtude de notícias ainda não confirmadas e de rumores vindos de vários grupos de todo o país, a FETRANSPAR alerta os transportadores para que adotem algumas medidas preventivas, a fim de resguardar a segurança dos motoristas, do patrimônio da empresa e dos bens transportados, caso o movimento seja efetivado.

Recomendações aos transportadores:

• Acompanhem nos meios de comunicação, informações sobre os pontos de maior intensidade das possíveis manifestações. Se possível, não liberem os veículos que poderão passar por esses locais;
• Informem seus clientes a possibilidade de atraso nas viagens. Informações antecipadas dão confiança e trazem segurança aos motoristas aos veículos e aos bens transportados;
• Não esqueçam do Checklist de Segurança dos veículos;
• Alertem seus motoristas quanto a execução das regras de Gerenciamento de Riscos (GR), cuidados na condução, atenção especial nos pontos de parada e atenção redobrada nas eventuais manifestações, não se envolvendo em situações que possam colocar em risco a sua integridade física, os bens da empresa e a carga;
• Estejam em contato permanente com seus motoristas, para que possam assessorá-los em caso de necessidade.

Recomendações aos motoristas:

• Caso esteja em viagem, não entre em discussões com manifestantes ou autoridades policiais;
• Não tente “furar o bloqueio”, acate as orientações dos órgãos de segurança pública ou de empresas privadas de segurança;
• Caso se depare com um bloqueio, estacione em local seguro e informe imediatamente a sua empresa e seus familiares;
• Mantenha sua empresa sempre informada a respeito dos acontecimentos no local de parada ou de bloqueio;
• Tenha sempre em seu veículo, água potável, comida e materiais de higiene pessoal.

Fique atento

As notícias a respeito de uma possível paralisação estão sendo divulgadas de forma mais constante nas redes sociais e na mídia em geral. Assim sendo, a FETRANSPAR continuará atenta, recebendo e transmitindo informações dos órgãos de segurança, bem como informando aos transportadores, qualquer alteração no quadro atual.

No último dia 27, a Federação participou de reunião com o Secretário da Segurança Pública do Paraná, Coronel Romulo Marinho Soares, que informou sobre a atenção dada ao tema, colocando o Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv) bem como todos os Batalhões de área em condições de atender aos transportadores em caso de paralisação.

Em resposta ao ofício encaminhado ao Comandante do 17º Batalhão de Polícia Militar, responsável pelo policiamento ostensivo na Região Metropolitana, em especial em Araucária, foi informado que em contato com representantes da REPAR e RAÍZEN, e ainda com Agência Local de inteligência do 17° BPM, não existem informações concretas quanto a uma possível paralisação dos caminhoneiros autônomos em Araucária. Sendo apenas comunicado quanto algumas situações pontuais em outros Estados do Sul e Sudeste.

Outra informação importante diz respeito ao INTERDITO PROIBITÓRIO Nº 5074462-05.2021.4.04.7000/PR, de 27 de Outubro, cujo Autor é a Autopista Planalto Sul S/A, onde a Drª Vera Lúcia Feil Ponciano, Juíza Federal da 6ª Vara Federal de Curitiba, defere liminarmente a expedição de Mandado de Interdito Proibitório, Manutenção e/ou Reintegração de Posse em favor da parte autora, em relação ao trecho objeto do contrato de concessão, em toda a extensão do sistema rodoviário sob concessão da requerente.

Assim sendo, estamos a postos, prontos a prestar o melhor serviço aos nossos transportadores.

Cel. Sérgio Malucelli
Presidente da FETRANSPAR”

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="800105" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]