Grupo de estudantes coloca caixa com pedras para atirar em brasileiros na Universidade de Lisboa

Estudantes brasileiros da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa se revoltaram ao encontrar no hall da instituiç..

Folhapress - 30 de abril de 2019, 06:30

Estudantes brasileiros da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa se revoltaram ao encontrar no hall da instituição, nesta segunda-feira (29), uma caixa com pedras com uma placa explicativa: "grátis para atirar em um zuca , mas por que não usaram os canais oficiais de reclamação? Ou por que não atacaram os responsáveis pela seleção do mestrado, em vez os estudantes brasileiros?", disse Flora Almeida , aluna do mestrado.

Por meio de sua assessoria, o reitor da Universidade de Lisboa afirmou estar indignado com a caixa de pedras e a mensagem antibrasileiros. Segundo a reitoria, estuda-se agora a "instauração de uma comissão para investigar" a ação.    A faculdade de direito, por outro lado, não condenou explicitamente a instalação.   "A nossa faculdade orgulha-se de ser um espaço de liberdade de opinião e de incentivo à participação cívica responsável, convivendo com a autocrítica, o humor e a sátira", diz o texto, assinado por Paula Vaz Freire, subdiretora.

Sem citar a polêmica, a nota encerra afirmando que "não serem toleradas quaisquer ações ofensivas relativamente a alunos da faculdade".

Os brasileiros lideram com folga a lista de nacionalidades mais presentes no ensino superior português. São mais de 12,2 mil alunos: quase a mesma quantidade que têm, somados, os outros quatro países do top 5 –Angola, Espanha, Cabo Verde e Itália.

A quantidade de alunos internacionais em instituições portuguesas praticamente dobrou na última década, graças a uma série de iniciativas que facilitaram o acesso.

Com o aumento do número de estudantes, as queixas de comportamento xenofóbico por parte de estudantes e professores também segue em alta.

Por Giuliana Miranda