Grupo de paranaenses que estava ilhado na Argentina já está a caminho de casa

O ônibus com 58 brasileiros que estava desde domingo ilhado em Engenheiro Maury, na Argentina, após um deslizamento de t..

Roger Pereira - 17 de janeiro de 2017, 22:28

O ônibus com 58 brasileiros que estava desde domingo ilhado em Engenheiro Maury, na Argentina, após um deslizamento de terra, finalmente foi liberado pelas autoridades locais e iniciou, na noite desta terça-feira, seu retorno ao Paraná.

Em mensagem de Whatsapp enviada ao Paraná Portal, a maringaense Paula Marroni informou que o grupo já está seguro, na região de Salta, e em deslocamento para Foz do Iguaçu. Ela salientou, no entanto, que assim que seu comboio deixou o local, voltou a chover e a operação de resgate foi interrompida, com muita gente ainda ficando para trás. Confira o relato da turista paranaense:

"Quando esta mensagem chegar é porque conseguimos acesso ao Wi-Fi. Não foi um processo fácil, mas com muita insistência os policiais liberaram três comboios para que pudéssemos sair de Engenheiro Maury. Fizemos parte do terceiro com mais três ônibus. A vinda foi bem tensa e foi possível perceber a extensão do deslizamento. O rio estava destruído e no lugar dele só havia pedras. A comparação que conseguimos fazer a respeito da magnitude do que vimos aqui não é outra senão Mariana.

Nós saímos mas muitas pessoas ficaram, pois durante o caminho voltou a chover. De acordo com nossos motoristas, há ainda ônibus brasileiros parados na estrada em outros pontos ainda mais precários que o que estávamos. Estamos em Salta e ainda hoje iremos rumo à Foz do Iguaçu, Cascavel, Campo Mourão, Maringá e Londrina. Quando souber a hora da saída, se for possível, avisarei.

Agradecemos por todo o apoio e salientamos que éramos os primeiros da fila mas ainda existem pessoas em situação difícil, precisando de ajuda. A mídia Argentina insiste que estão todos bem, mas eles apareceram somente hoje e registraram tudo em fotos, como se estivessem ajudando há muito tempo, sendo que estávamos desde domingo nessa situação. Só conseguimos contato hoje por uma gentileza de uma Argentina (chamada Paula) que roteou o Wi-Fi do celular dela. Contamos também com a gentileza de outros argentinos para nos emprestar panelas para cozinhar. Por enquanto acho que é isso."