Horário de verão termina neste fim semana; saiba como se adaptar às mudanças

O horário de verão acaba neste fim de semana. À meia-noite de sábado para domingo, os moradores de 10 estados e do Distr..

Alexandra Fernandes - 13 de fevereiro de 2019, 09:16

(crédito: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas)
(crédito: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas)

O horário de verão acaba neste fim de semana. À meia-noite de sábado para domingo, os moradores de 10 estados e do Distrito Federal devem atrasar os relógios em uma hora. Este ano o horário de verão começou mais tarde, dia 4 de novembro, depois de um decreto do ex-presidente Michel Temer que para que o início do horário não coincidisse com o primeiro e segundo turno da eleição.  Depois de mais de 3 meses no novo horário, algumas pessoas acabam tendo dificuldades para se adaptar novamente a rotina e o principal impacto é no ciclo do sono.

De acordo com a coordenadora do laboratório do sono do Hospital Ipo, Adriane Zonato, a melhor forma de atenuar as consequências do fim do horário de verão é adaptar o corpo aos poucos. Antecipando, por exemplo, o momento de ir dormir dia após dia. "A dica é tentar se ajustar ao horário regular o mais rápido possível, inclusive se a pessoa conseguir entrar no horário novo dois dias antes da mudança. A maioria das pessoas consegue se adaptar em cinco a sete dias", diz.

Além disto, se sentir uma sonolência ao longo desta adaptação, a especialista orienta que compensar com doses extra de café não ajudam no processo.

Outra dica para organizar o relógio biológico é se expor a luz solar. A luz natural ajuda o corpo a sintetizar alguns hormônios, o que traz mais conforto para dormir. "A luz natural e principalmente o sol vai ajudar a despertar a pessoa", diz.

Seguir esses passos é uma forma de fazer um “ajuste manual” em nosso relógio biológico. Se ainda assim houver muitas dificuldades, a orientação é procurar ajuda médica.