IAT interdita trilha irregular do Parque Estadual Salto São Francisco

Fechamento da trilha irregular é por tempo indeterminado, até que sejam concluídos os estudos para instalação de equipamentos de segurança.

Redação - 05 de fevereiro de 2022, 08:47

Foto: Divulgação/Paraná Turismo
Foto: Divulgação/Paraná Turismo

O IAT (Instituto Água e Terra) interditou a trilha que dá acesso à base do Parque Estadual Salto São Francisco, no Centro-Sul do estado, por tempo indeterminado.

A medida foi anunciada pelo órgão nesta sexta-feira (4) por motivos de segurança aos visitantes da Unidade de Conservação (UC).

O diretor de Políticas Ambientais da Secretaria estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest) e diretor de Patrimônio Natural do IAT, Rafael Andreguetto, disse que a decisão afeta apenas uma trilha irregular do parque, que segue aberto para visitação.

"Trata-se de trilha paralela, que não foi regulamentada pelo órgão ambiental e precisou ser fechada para garantir a segurança dos usuários", afirmou.

O fechamento é por tempo indeterminado, até que sejam concluídos os estudos para instalação de equipamentos de segurança. O diretor lembra, ainda, que é importante a população acessar o parque somente pela portaria oficial, para evitar acidentes.

Localizado entre os municípios de Guarapuava, Prudentópolis e Turvo, o Parque Estadual Salto São Francisco foi criado em 2010 e é um importante reduto para preservação da Mata Atlântica no Paraná, protegendo nascentes e mananciais da região. Além disso, guarda paisagens incríveis como o Salto São Francisco e o Saltos dos Cavalheiros.

Hoje, a UC conta com uma estrutura completa para receber visitantes, incluindo portal, recepção, estacionamento, lanchonete, trilha interpretativa, pontes, entre outros. A trilha principal tem pouco mais de um quilômetro e margeia o Salto São Francisco, uma queda d'agua de 196 metros de altura.