IBGE treina 10 mil pessoas que vão atuar no Censo 2022 no Paraná

As informações do Censo 2022 começam a ser coletadas em 1º de agosto em todo o país; no estado, 10.490 pessoas vão atuar como recenseadores.

Redação - 20 de julho de 2022, 12:00

Foto: Simone Mello/Agência IBGE Notícias
Foto: Simone Mello/Agência IBGE Notícias

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) começou, neste semana, o treinamento de 10.490 recenseadores que vão trabalhar na coleta de dados do Censo 2022 no Paraná.

As informações do Censo 2022 começam a ser coletadas em 1º de agosto em todo o país.

No estado, as pessoas que vão trabalhar na pesquisa estão sendo treinadas em 325 locais, ou polos de treinamento, distribuídos em todo o Paraná. O treinamento presencial é conduzido pelos supervisores, que também acompanharão o trabalho dos recenseadores em campo.

A capacitação ocorre simultaneamente dos demais estados e no Distrito Federal. Ao todo, mais de 180 mil recenseadores foram convocados pelo IBGE. O treinamento acontece em cerca de 5 mil locais de treinamento e 10 mil salas de aula espalhadas por todos os estados do país.

O período de aprendizado terá carga horária de oito horas e durará cinco dias, se encerrando na sexta-feira (22). Os profissionais que coletarão dados dos povos e comunidades tradicionais, como indígenas e quilombolas, terão um dia a mais de capacitação, na segunda-feira (25).

Pesquisa pela internet ou telefone

Nesta semana também começou o treinamento dos agentes censitários de pesquisa por telefone (ACT), com aulas entre os dias 18 e 27 de julho. Responsáveis por atuar no Centro de Apoio ao Censo (CAC), os agentes serão divididos em turmas e poderão escolher o turno de acordo com a sua disponibilidade de horário. Os ACTs atuarão no Censo ajudando a esclarecer dúvidas de quem optar por preencher o questionário pela internet ou por telefone.

“Começaremos a etapa presencial do treinamento dos recenseadores, mas eles já estão sendo treinados há tempos”, ressalta a gerente de Treinamentos de Censos, Cynthia Damasceno. “Preparamos um curso em EAD (Ensino a Distância) com conceitos fundamentais do Censo e esse conteúdo caiu na prova do processo seletivo simplificado. Os recenseadores passaram também por uma etapa autoinstrucional com a leitura prévia do Manual do Recenseador e do Manual de Entrevista, disponíveis no site do Censo 2022. Eles já iniciaram o treinamento bem antes de estarem em sala de aula”, acrescenta.

Conteúdo programático

Durante o período de capacitação, os futuros recenseadores reforçam o aprendizado sobre os diversos temas relacionados ao Censo e ao IBGE, por exemplo:

  • O que é um setor censitário e como fazer o percurso e a cobertura;

  • Cadastro de endereços e captura de coordenadas;

  • Questionários básico e da amostra, e seus respectivos quesitos;

  • Ética e integridade no recenseamento;

  • Condutas de abordagem do recenseador;

  • Atividades práticas e simulações no DMC (dispositivo móvel de coleta).

CENSO 2022

O Censo Demográfico costuma ser feito a cada dez anos. Inicialmente, a nova edição estava prevista para 2020, mas não foi realizada devido à pandemia de coronavírus, que provocou restrições ao deslocamento de pessoas.

Em 2021, o que acabou inviabilizando novamente o estudo foi o corte de recursos destinados por parte do governo federal.

Na prática, os dados apurados funcionam como base para uma série de políticas públicas. As informações impactam diretamente, por exemplo, os repasses do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), fonte de recursos para as prefeituras.