Imposto de Renda 2020: programa para fazer declaração já está disponível para download

Redação

receita federal imposto de renda

O programa para fazer a declaração do Imposto de Renda 2020, referente ao ano-base 2019, já está disponível para download na página da Receita Federal. O prazo de declaração começa no dia 2 de março e segue até o dia 30 de abril.

QUEM DEVE DECLARAR IMPOSTO DE RENDA 2020?

  • contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano passado, o equivalente a R$ 2.196,90 por mês, incluído o décimo terceiro;
  • quem teve receita bruta de atividade rural superior a R$ 142.798,50;
  • contribuintes com rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte de mais de R$ 40 mil;
  • aqueles com patrimônio de mais de R$ 300 mil em 31 de dezembro;
  • quem obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos ou fez operações na bolsa de valores;
  • aquele que passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês de 2019;
  • quem optou pela isenção de Imposto de Renda incidente sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais e comprou outro imóvel até 180 dias depois da venda;

COMO DECLARAR O ANO-BASE 2019

O contribuinte que irá preencher a entrega da declaração do Imposto de Renda do ano-base 2019 tem duas opções:

  • pelo programa do IR, da Receita Federal, que fica no desktop do seu computador;
  • pelo aplicativo ‘Meu Imposto de Renda’, disponível nos sistemas Android e IOS;
  • diretamente no site da Receita, porém, essa opção é válida apenas para quem tem o Certificado Digital;

DEDUÇÕES

Exceto no caso das contribuições de empregadas domésticas e de fundos para direitos de idosos, os valores de deduções não mudaram em relação a 2019. O limite de abatimentos na declaração simplificada continuará em R$ 16.754,30. As deduções por dependente, em R$ 2,275,08. As deduções de gastos com educação, em R$ 3.561,30. As contribuições para a previdência complementar poderão totalizar até 12% do rendimento tributável.

RESTITUIÇÃO SERÁ PAGA EM CINCO LOTES EM 2020

A partir deste ano, a Receita Federal antecipará o pagamento dos lotes de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física. Tradicionalmente paga em sete lotes, de junho a dezembro, a restituição será paga em cinco lotes, do fim de maio ao fim de setembro.

O primeiro lote será pago em 29 de maio. Os lotes seguintes serão pagos em 30 de junho, 31 de julho, 31 de agosto e 30 de setembro.

Previous ArticleNext Article