Incêndio na Catedral de Nantes, na França, é investigado como ato criminoso

Redação

incêndio, catedral de nantes, nantes, catedral de notre dame, nantes frança, leparisien, incendio catedral notre dame, le parisien

O incêndio na Catedral de Nantes, na França, mobiliza cerca de 60 bombeiros. De acordo com o Le Parisien, o fogo já foi controlado. O caso registrado neste sábado (18) remonta ao incêndio da Catedral de Notre-Dame, em abril de 2019.

As autoridades encontraram três focos de chamas. Isso levou os investigadores a acreditarem que se trata de um incêndio criminoso.

A igreja de estilo gótico foi construída no século 15. O monumento é uma das principais atrações do oeste da França.

Conforme o Le Parisien, o fogo não deixou feridos. No entanto, o órgão da igreja ficou destruído. As autoridades de investigação já abriram um inquérito para apurar o caso.

O presidente da França, Emmanuel Macron, usou o Twitter para lamentar o incêndio na Catedral de Nantes e parabenizar os bombeiros. “Depois de Notre-Dame, a catedral de Saint-Pierre-et-Saint-Paul, no coração de Nantes, está em chamas”, disse.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, deve viajar a Nantes ainda neste sábado (18).

O incêndio na Catedral de Nantes, na França, começou às 7h45 (horário local). Conforme testemunhas, o fogo começou na parte central da igreja. A fumaça saía pelos vitrais e chamou a atenção de quem passava pelo local.

Os bombeiros foram acionados e descobriram que o principal foco era no órgão, construído atrás da rosácea. De acordo com os agentes, a plataforma que sustenta o instrumento musical está instável e pode desmoronar.

INCÊNDIO NA CATEDRAL DE NANTES, NA FRANÇA: VÍDEO

Previous ArticleNext Article