Justiça manda liberar WhatsApp no Brasil

Andreza Rossini


O desembargador do Tribunal de Justiça de Sergipe, Ricardo Múcio Santana, decidiu revogar a proibição do WhatsApp no Brasil, nesta terça-feira (3). O magistrado reconsiderou a decisão do colega plantonista Cezário Siqueira Neto, que regou o recurso da empresa para liberar o uso da ferramenta durante a madrugada.

As operadoras de telefonia, citadas no processo, são as responsáveis pela liberação do serviço. O tempo de retorno depende de cada uma dessas empresas e não do aplicativo.

A assessoria de imprensa do tribunal não divulgou detalhes sobre a decisão, já que o caso corre em segredo de justiça. “A decisão já foi disponibilizada no site do TJ-SE para dar ciência às partes e autoridades interessadas”, diz o órgão, em comunicado. O site está fora do ar deste segunda-feira (2), após a ação de hackers do grupo Anonymous Brasil contra o bloqueio do aplicativo.

O WhatsApp foi retirado do ar às 14 horas de segunda-feira (2), devido a corporação se negar a repassar dados para investigações sobre uma quadrilha de tráfico de drogas na cidade. A decisão foi do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE), que determinou o bloqueio do aplicativo por 72 horas, ou seja, até quarta-feira (4).

Previous ArticleNext Article