Mais de 80% dos focos de Aedes aegypti estão nas residências

O novo secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Carlos Eduardo de Mattos, fez nesta quarta-feira (4) um alerta s..

Mariana Ohde - 05 de janeiro de 2017, 09:21

O novo secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Carlos Eduardo de Mattos, fez nesta quarta-feira (4) um alerta sobre o aumento da incidência de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti nos meses de verão e pediu que a população participe de combate ao mosquito, principalmente porque a maioria dos criadouros está dentro das casas.

“Temos que fazer essas campanhas de conscientização, porque 82% dos focos do Aedes estão dentro dos domicílios e 18% nas comunidades , essa taxa de ataque é de 30% a 50%. Em uma população de 6,5 milhões de pessoas, poderá chegar a 3 milhões de infectados e nenhum sistema de saúde dá conta disso".

Segundo Mattos, já foram registrados 13 mortes por conta da chikungunya, por arritmia cardíaca ou embolia pulmonar.