Ministério da Saúde suspeita de ataque a site do Mais Médicos

Francielly Azevedo e Cristina Seciuk - CBN Curitiba


O Ministério da Saúde suspeita que um ataque cibernético esteja interferindo no funcionamento do site do programa Mais Médicos. A instabilidade acontece desde a manhã desta quarta-feira (21), data em que começaram as inscrições. A reportagem do Paraná Portal verificou e no início da noite o problema ainda era observado. A pasta orienta para que os interessados continuem atualizando a página e tentando fazer a inscrição.

Ao tentar acessar a página de inscrição, o internauta se depara com a seguinte mensagem: “Página indisponível no momento. Tente mais tarde”.

Em nota, o Ministério da Saúde informou que a página recebeu mais de 1 milhão de acessos simultâneos no momento da abertura do sistema.  “O volume é característico de ataques cibernéticos. Para comparação, é mais que o dobro do número de médicos em atuação no país”, diz o comunicado.

Ainda, segundo o Ministério, para garantir a inscrição dos interessados, o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (SUS) está adotando algumas medidas. Mesmo com a instabilidade, em três horas de abertura do sistema, foram contabilizadas 3.336 inscrições em todo país.

PARANÁ

No Paraná, são 458 vagas para profissionais no programa Mais Médicos em 187 cidades. Em todo país, são 8.517 vagas para atuação em 2.824 municípios e 34 distritos indígenas. Os interessados podem se inscrever até as 23h59 do próximo domingo (25).

As cidades com mais vagas no Paraná são Ponta Grossa, com 56; Guarapuava, com 13; e Apucarana, Londrina e São Mateus do Sul, ambas com 10.

Dos 458 médicos cubanos que atuam pelo programa Mais Médicos no Paraná, 44 deixam o Brasil já no próximo domingo (25), de acordo com informação repassada pela Secretaria de Estado da Saúde, que atua na parte logística do programa, que tem convênio firmado entre Ministério da Saúde e os municípios. Os demais devem retornar para Cuba gradativamente até o fim do ano.

INSCRIÇÕES

O chamamento, em caráter emergencial, foi publicado no Diário Oficial da União. Podem se cadastrar médicos formados em instituições brasileiras de ensino superior do Brasil ou que tenham diploma revalidado no Brasil.

As inscrições são feitas pela internet. Após a confirmação, o médico pode selecionar em qual cidade pretende trabalhar, mas, de acordo com o edital, a escolha fica sujeita à disponibilidade de vaga.

A alocação do médico é feita conforme ordem de chegada, ou seja, quem primeiro se inscreve tem preferência no processo.

A remuneração bruta prevista aos participantes do Mais Médicos é de R$ 11.865,60 e poderá ser paga por prazo máximo de três anos, com descontos previdenciários de R$ 621,04.

Se existirem vagas remanescentes, um segundo edital do Mais Médicos será lançado em 27 de novembro com vagas para brasileiros formados no exterior e estrangeiros.

Os profissionais inscritos nesse primeiro chamamento devem começar a trabalhar a partir do próximo dia 3 de dezembro com data-limite em 7 de dezembro.

FIM DO CONVÊNIO

O governo de Cuba decidiu encerrar o convênio com o programa Mais Médicos após o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmar que o Brasil passaria a exigir revalidação dos diplomas dos cubanos. Bolsonaro também criticou o repasse de dinheiro para a empresa cubana que emprega os médicos.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.