Morre no Paraná mulher que seria a mais velha do mundo

Andreza Rossini


A mulher de 120 anos, que estava prestes a entrar para o Guinneess Book como a pessoa mais velha do mundo, morreu na manhã desta quarta-feira (13), em Rio Branco do Ivaí, na região Norte do Paraná. Jesuína dos Santos Cardoso esperava a avaliação dos documentos dela pelo livro dos recordes.

Apesar da idade, Jesuína era lúcida e morava com uma neta. Ela chegou a ser internada na Santa Casa de Rosário do Ivaí, mas voltou para a casa no final de semana. Um médico foi chamado para atestar o óbito da idosa, por volta das 9 horas de hoje (13).

De acordo com os registros, dona Jesuína nasceu em 30 de janeiro de 1896, em Reserva, Campos Gerais do Paraná. Em junho deste ano, o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) chegou a cancelar a aposentadoria da mulher, por acreditar que ela não estivesse mais viva.  O benefício voltou a ser depositado após a idosa ir, acompanhada da família, até uma agência INSS do em Apucarana, Norte do Paraná, para provar que estava viva.

A história se tornou pública após funcionários do INSS reativarem o benefício e recomendarem que a família buscasse o Guinness Book.  O presidente da Câmara Municipal de Rio Branco do Ivaí, Valdir Correia de Moraes, amigo de Jesuína, afirmou que encaminhou a documentação necessárias para cadastrar a idosa no livro Guinness Book. O que restava, segundo ele, é o encaminhamento, checagem e confirmação de toda documentação que provem oficialmente a idade de Jesuína.

O Registro Civil apresentado pela idosa mostra o dia 22 de Abril de 1974 como data de seu casamento, sendo que naquele ano Jesuína supostamente teria 78 anos de idade, numa indicação de que ela oficializou a união posteriormente. O documento foi lavrado na Comarca de Grandes Rios (PR), que se tornou município em 1967.

Emma Morano, 116 anos, oficialmente a mulher mais velha do mundo. (Foto: La Stampa)
Emma Morano, 116 anos, oficialmente a mulher mais velha do mundo. (Foto: La Stampa)

Paranaense na fila

O aniversário de “Dona Maria”, uma simpática senhora moradora da localidade do Jacaré, em Rio Branco do Sul, Região Metropolitana de Curitiba, pode ter alterado a lista de pessoas mais idosas do Brasil e do mundo. Lúcida e com saúde, Maria Cordeiro dos Santos celebrou 113 anos em maio deste ano, ficando próxima de se tornar a mulher mais idosa do mundo.

Aos 116 anos, a italiana Emma Morano se tornou em maio na mulher mais velha do mundo, depois da morte da americana que possuía a mesma idade. Emma substitui nessa posição a nova-iorquina Susannah Mushatt Jones, nascida em 6 de julho de 1899 e que morreu na quinta-feira passada com 116 anos e 311 dias.

Emma, considerada até o momento como a “avó da Europa”, ao ser a mulher mais velha do continente, alcança o primeiro posto da lista das pessoas de maior idade do planeta, elaborada pelo americano “Gerontology Research Group”.

O nome de Dona Maria ainda não aparece na lista, mas ela tem vigor para despontar em breve.

Record

Uma americana de 116 anos que era considerada a mais velha do mundo faleceu em maio deste ano, em Nova York. O recorde provisório está com o francês Jeanne Calment, que morreu em 1997, com 122 anos.

Previous ArticleNext Article