Sobe para 79 total de mortos pela chuva no Grande Recife

Pernambuco registra 3.957 desabrigados e decretou situação de emergência, assim como 14 municípios da região metropolitana de Recife.

Do UOL - 30 de maio de 2022, 08:57

Foto: Divulgação/Exército
Foto: Divulgação/Exército

Ao menos 79 pessoas morreram por causa das chuvas no Grande Recife entre a quarta-feira (25) e a noite deste domingo (29). Não há clareza até o momento sobre o total de pessoas consideradas desaparecidas - na tarde de domingo, o número era de, ao menos, 56.

O número de mortos, porém, não está claro. Na noite de domingo, o governador do estado, Paulo Câmara (PSB), disse em entrevista coletiva que foram registrados 79 óbitos entre sexta-feira (27) e às 18h de domingo. Nesta conta, não entraram os cinco mortos registrados na quarta-feira, mas o governo não soube confirmar o motivo - o número, então, poderia subir para 84 óbitos.

"É possível que sejam os 79 [contabilizados no domingo] mais cinco [de quarta-feira], mas pode haver alguma sobreposição. A informação oficial que a gente pode dar com segurança é de que sexta-feira até as 18h do dia de hoje 79 corpos de vítimas de chuvas foram identificados no IML", disse.

O estado registra 3.957 desabrigados. O governo decretou situação de emergência, assim como 14 municípios da região metropolitana. Após a chuva dar trégua, cidades do Grande Recife tiveram um dia de buscas por desaparecidos em áreas de deslizamentos e resgates de pessoas ilhadas. Ainda neste domingo, áreas extensas do Grande Recife permaneciam alagadas.

O decreto de situação de emergência publicado pelo estado permite que os municípios solicitem recursos do Sistema Nacional de Defesa Civil. Os municípios em emergência são:

  • Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, São José da Coroa Grande, Moreno, Nazaré da Mata, Macaparana, Cabo de Santo Agostinho, São Vicente Férrer, Paudalho, Paulista, Goiana, Timbaúba e Camaragibe.

Segundo Paulo Câmara, além do decreto, R$ 100 milhões foram disponibilizados para os trabalhos de busca e salvamento nas áreas atingidas, assim como para obras de infraestrutura nos municípios atingidos pela chuva.

IDA DE BOLSONARO

Questionado sobre se acompanharia Jair Bolsonaro (PL) durante sobrevoo nas regiões afetadas no estado, previsto para hoje, o governador informou que não foi oficialmente comunicado pelo mandatário de sua ida dele ao Recife. "Efetivamente, diante da não confirmação oficial [da vinda dele], não tenho como estar presente, mas nos colocamos ontem à disposição. Tive contato com o ministro do Desenvolvimento Regional e tive contato com o general do Comando Militar do Nordeste. Eles participaram da reunião de monitoramento que fizemos com todo o secretariado no início da manhã. Estamos à disposição e orientamos aos municípios que solicitem apoio federal", disse.

A previsão, segundo o governo federal, é de que Bolsonaro faça um sobrevoo na região às 8h30. Em seguida, ele deve conceder entrevista à imprensa na Base Aérea do Recife.

Resgates

Segundo o governo de Pernambuco, mais de 593 vítimas ilhadas já foram resgatadas. Na manhã de hoje, o Grupamento Tático Aéreo resgatou 12 pessoas que estavam ilhadas em áreas alagadas e sem acesso por terra. Outras três aeronaves distribuíram água e alimentos em comunidades isoladas, como o bairro de Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes.

Também em Jaboatão dos Guararapes, em um conjunto habitacional do bairro da Muribeca, ao menos dez crianças e oito adultos foram retirados de casa com o apoio de um bote inflável. O mesmo equipamento foi utilizado para salvar pessoas ilhadas na cidade de Goiana, na zona da Mata Norte. No Recife, famílias ilhadas no bairro de Tejipió foram retiradas de residências nas costas de bombeiros, que usaram uma corda para se locomover em uma rua com água na altura do peito.

Em vídeos divulgados pela própria corporação, é possível ver moradores sendo amarrados em boias e deixando as casas apenas com a roupa do corpo.