Motoristas de aplicativo fazem protesto e tarifas ficam mais caras em Curitiba

Felipe Harmata - BandNews FM Curitiba


 

Motoristas dos aplicativos Uber e 99 fizeram protestos ao longo de todo o dia em Curitiba. Eles pedem melhores condições de trabalho e que os lucros sejam maiores para os motoristas. Por causa dos protestos e pela menor quantidade de carros operando nas ruas, muitas pessoas tiveram dificuldade para poder usar o transporte de aplicativo na cidade e quando conseguiram usar, a tarifa estava dinâmica, ou seja, mais cara.

Por causa do protesto a cabeleireira, Stefany Gomes, teve problemas para conseguir usar os aplicativos de transporte. Ela tinha dificuldade para encontrar carros disponíveis e o valor estava custando 4 vezes mais caro que o normal. “Sempre eu pago de 15 a 20 reais. Fui pegar hoje de manhã e tava super alto o valor, aí eu não chamei. O preço estava muito alto. O mesmo trajeto que eu costumo pagar até 20 reais,  estava dando 80 reais”, contou.

O protesto é realizado em várias cidades do Brasil. Protestos também foram realizados nos Estados Unidos e Europa. Os motoristas pedem aumento no valor das tarifas para os passageiros e redução da taxa cobrada pelos aplicativos, valor que varia de 25 a 40% das corridas. Eles também pedem que o motorista saiba qual o destino final do passageiro antes de aceitar a corrida e que haja locais regulamentos para eles estacionarem.

Segundo o motorista de aplicativo, Ricardo Spada, o aumento de custos como o do combustível fez com que o lucro dos motoristas caísse muito.  “A gente trabalha pra conseguir juntar algum dinheiro necessário pra nossa família viver, de 12 a 16 horas pra ver alguma diferença. Essa é uma das reivindicações e também tem a questão da segurança”, falou.

Por meio de nota a 99 alegou que a remuneração dos motoristas é feita a partir de duas variáveis: tempo e distância percorrida, além de uma tarifa mínima.

Segundo a empresa os ganhos do condutor são calculados de forma independente ao valor pago pelo passageiro e que a empresa tem o compromisso de trabalhar para aumentar a renda dos condutores. A Uber ainda não se manifestou sobre os protestos.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="618994" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]