Oi é notificada judicialmente por não atender reclamações de clientes

Andreza Rossini


A Secretaria de Justiça, Trabalho e Direitos Humanos do Paraná (SEJU) notificou a empresa de telefonia Oi devido a recusa na solução das reclamações dos consumidores após o pedido de recuperação judicial pela qual a empresa passa.

Devido ao processo, muitos problemas relatados pelos consumidores, que poderiam ser resolvidos em âmbito administrativo, não estão sendo atendidos, como a realização de reparos em linhas de telefone fixo, devolução de créditos provenientes de cobrança indevida em contas futuras, entre outros procedimentos.

De acordo com a diretora do Procon-PR, Claudia Silvano, são 250 reclamações ao mês apenas contra a Oi.

O documento foi entregue ao diretor de operações da Oi, Kennedy Noronha Terence, responsável pelo relacionamento com órgãos de defesa do consumidor no Brasil, pelo secretário da SEJU, Artagão Júnior, acompanhado da diretora do Pocon-PR e do coordenador-geral da SEJU, Elias Thome. A carta pede esclarecimentos a respeito do tipo de reclamações que a empresa continua realizando de acordo com os Procons, sobre o modo de restituição de valores e prazos, enquanto estiver em curso o processo de recuperação judicial.

“Não é racional e honesto que uma empresa deste porte continue arrastando esse tipo de problema com o consumidor. Sabemos do processo de recuperação judicial. Mas isso não pode afetar o serviço”, disse o secretário.

O representante da Oi reconheceu o problema, justificando que a empresa de telefonia passa por “um momento de turbulência”. “Neste momento, não podemos atender casos anteriores ao início do processo de recuperação judicial (20 de junho de 2016), para não incorrermos no risco de tratar um credor diferente do outro. É uma decisão judicial. Estamos aguardando ainda o desdobramento do caso para sabermos a melhor forma de agir. Mas a Oi não quer o cliente insatisfeito. Estamos trabalhando para manter os serviços, prezando pela qualidade, mesmo durante todo este processo”, argumentou.

De acordo com Terence, a Oi possui uma carta de 70 milhões de clientes no país. “Atualmente, temos 28 mil profissionais de call center que atendem cerca de 14 milhões de ligações por mês. Demandas que vão desde reclamações até o atendimento de outros pedidos, como segunda via da fatura, mudança de plano e informações em geral” .

Previous ArticleNext Article