Papa Francisco pede trégua de Páscoa que leve a negociações na Ucrânia

Desde o início da invasão russa da Ucrânia, o papa tem se posicionado em solidariedade aos ucranianos e tem criticado as ações do presidente Vladimir Putin.

Folhapress - 10 de abril de 2022, 12:04

Foto: Divulgação/Vaticano
Foto: Divulgação/Vaticano

O papa Francisco pediu neste domingo (10) por uma trégua de Páscoa na Ucrânia que leve a negociações e à paz.

"Baixem as armas!", disse o pontífice ao final da missa do domingo de Ramos, acompanhada por milhares de fiéis na praça de São Pedro, no Vaticano.

"Deixem uma trégua de Páscoa começar. Mas não para se rearmar e voltar ao combate, mas uma trégua para alcançar a paz por meio de negociações reais", afirmou.

Desde o início da invasão russa da Ucrânia, em 24 de fevereiro, o papa tem se posicionado em solidariedade aos ucranianos e criticado as ações do presidente Vladimir Putin.

Na semana passada, Francisco beijou uma bandeira da Ucrânia trazida do vilarejo de Butcha, nos arredores de Kiev, e afirmou que considera viajar à capital ucraniana em meio à guerra.