Para Malucelli, dizer que todos motoristas de caminhão usam drogas é leviandade

 O presidente da Federação das Empresas de Transportes de Cargas do Estado do Paraná – Fetranspar – Sérgio M..

Pedro Ribeiro - 29 de julho de 2016, 18:10

 

O presidente da Federação das Empresas de Transportes de Cargas do Estado do Paraná – Fetranspar – Sérgio Malucelli disse ao Paraná Portal que a reportagem divulgada pela Rede Record no Repórter Record, onde diz que os maiores responsáveis por acidentes nas estradas são os motoristas, que utilizam de substâncias tóxicas para conduzir os veículos, é leviana e irresponsável. São 2,6 milhões de transportadores, entre empregados em empresas de transporte de cargas e autônomos no país, o que significa que nem todo esse contingente usa drogas, ponderou Malucelli, esclarecendo que as entidades representativas dos motoristas, bem como a classe patronal são favoráveis aos exames toxicológicos.

A tentativa de caracterizar a profissão de motorista como perigosa e onerosa, como se os profissionais estivessem desamparados de qualquer proteção legal, dando a entender que todos utilizam substâncias tóxicas para suportar grandes viagens, fere de diversas formas o verdadeiro cenário do transporte de cargas brasileiro. “De forma sensacionalista, a reportagem utiliza casos isolados para pintar um quadro alarmante”, disse Malucelli..

A Fetranspar e todos os sindicatos de transporte do Paraná garantem que seus associados têm total auxílio, segurança e apoio das entidades e que a reportagem utiliza-se de um jornalismo irresponsável, falacioso e discriminatório, que contraria todo o intenso trabalho da categoria de motoristas deste país.