Paraná inaugura centro de informações para migrantes

Mariana Ohde


Curitiba terá, a partir de hoje (4), um Centro de Informação para Migrantes, Refugiados e Apátridas. A instituição será inaugurada às 14h30, no Centro da capital.

A principal função do Centro de Informação será orientar migrantes que chegam a Curitiba, encaminhá-los para a regularização e obtenção de documentos, além de facilitar o acesso a serviços básicos, como saúde e educação. Será possível saber mais sobre matrícula e revalidação de estudos feitos no exterior e acesso a escolas de nível básico ou educação profissional de nível médio, além de orientação sobre as regionais de saúde. Eles também poderão conhecer o Centros de Referência e Assistência Social (Cras).

“Este espaço é fundamental no Paraná porque somos um local de passagem para milhares de migrantes”, explica André Godinho, assessor técnico de Direitos Humanos e Cidadania da Secretaria de Justiça.

Segundo Godinho, é necessário um local que dê conta das necessidades múltiplas dos migrantes. “É um quadro muito variado, que depende do país de origem, da situação em que a pessoa chega e vários outros fatores”, afirma.

Dados sobre migrantes estão desatualizados

As informações sobre a situação dos migrantes no Paraná são desatualizadas. Os dados mais recentes – de 2014 – apontam a presença de 14 mil estrangeiros empregados com carteira assinada no estado. No Brasil, segundo a Polícia Federal (PF), havia dois milhões de migrantes em situação regular no país em março de 2015.

Os números podem variar bastante por causa do comportamento “flutuante” dos estrangeiros. “Muitos planejam viver aqui por um tempo e então se deslocam para grandes centros, como São Paulo e Rio de Janeiro”, explica Godinho.

Por essa razão, a Secretaria de Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (Seju) está realizando, atualmente, uma pesquisa no interior do estado para mapear a quantidade e o perfil dos migrantes que vivem nos municípios paranaenses. “Fazer esse mapeamento é um desafio tanto para o país quanto para o estado. Queremos um número próximo da realidade”, diz Artagão Júnior, secretário da Seju.

A secretaria espera um resultado abrangente. “Queremos levantar dados como idade, gênero, faixa etária e escolaridade dos migrantes para nortear nossas políticas públicas de atendimento a eles”, explica Godinho.

Centro de Informação para Migrantes, Refugiados e Apátridas

Endereço: Rua Desembargador Westphalen, nº 15, Edifício Dante Alighieri, 13° andar.

(Com informações do Metro Curitiba)

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="389162" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]