Paraná registra aumento dos casos graves de dengue

Angelo Sfair - BandNews FM Curitiba


 

Os casos de dengue considerados graves aumentam no Paraná e 12 novos municípios registraram casos da doença contraídos dentro do próprio município. Os chamados casos “autóctones” passaram de 483 para 740 — aumento de mais de 50% — de acordo com o boletim semanal divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde. As informações mais recentes também indicam três novos municípios em estado de alerta: Rancho Alegre (Centro-Oeste), Santa Mariana (Norte) e Capanema (Sudoeste).

Itambé e Moreira Sales permanecem nestas condições. Já as cidades em situação de epidemia continuam sendo Uraí e Lupionópolis. Os casos graves da doença passaram de 6 para 28. As regiões de Cascavel, Foz do Iguaçu e Uraí concentram os casos mais graves. Foz ainda registrou um caso importado de febre chikungunya — outra doença transmitida pelo Aedes aegypti.

Além do aumento preocupante dos casos autóctones, também aumentaram os casos de dengue importados. Somados, o Paraná tem, ao todo, 798 registros da doença — 262 confirmações apenas na última semana.

Os números estão dentro da média histórica do Verão. É nesta época mais quente e chuvosa que o mosquito Aedes aegypti se reproduz com mais facilidade. Por esse motivo as autoridades da área da saúde reforçam as orientações: limpar quintais semanalmente e evitar o acúmulo de todo o lixo que pode servir como criadouros do mosquito transmissor, como garrafas e pneus.

Previous ArticleNext Article