PF ainda aguarda dois alvos da Operação Custo Brasil

Roger Pereira


A Polícia Federal divulgou, no início da noite desta quinta-fera balanço parcial da Operação Custo Brasil, que resultou na prisão preventiva do ex-ministro Paulo Bernardo (PT). Dos 11 mandados de busca e apreensão, nove foram cumpridos: o advogado eleitoral Guilherme Gonçalves, que está no exterior, é aguardado pela PF, já o ex-tesoureiro do PT, Paulo Ferreira, é considerado foragido.

Outro mandado não precisou de mobilização da força-tarefa para ser cumprido, já que era contra o ex-teosureiro do PT João Vaccari Neto, que já se encontra preso por conta de outra fase da Operação Lava Jato. Assim, foram detidos, nesta quinta-feira, além de Bernardo, o secretário de Gestão da Prefeitura Municipal de São Paulo, Valter Correia da Silva; o advogado gaúcho Daisson Silva Portanova; o servidor do Ministério do Planejamento Nelson Luiz Oliveira Freitas o proprietário da JD2 Consultoria Dercio Guedes de Souza; o proprietário da CSA Net, Washingon Luiz Viana; e os sócios da Concrused Emanuel Dandas do Nascimento e Joaquim José Maranhão.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, todos os mandados de busca e apreensão foram cumpridos e, dos 14 mandados de condução coercitiva, três deixaram de ser cumpridos em razão da não localização das pessoas mencionadas.

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="367679" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]