PF ainda aguarda dois alvos da Operação Custo Brasil

Roger Pereira


A Polícia Federal divulgou, no início da noite desta quinta-fera balanço parcial da Operação Custo Brasil, que resultou na prisão preventiva do ex-ministro Paulo Bernardo (PT). Dos 11 mandados de busca e apreensão, nove foram cumpridos: o advogado eleitoral Guilherme Gonçalves, que está no exterior, é aguardado pela PF, já o ex-tesoureiro do PT, Paulo Ferreira, é considerado foragido.

Outro mandado não precisou de mobilização da força-tarefa para ser cumprido, já que era contra o ex-teosureiro do PT João Vaccari Neto, que já se encontra preso por conta de outra fase da Operação Lava Jato. Assim, foram detidos, nesta quinta-feira, além de Bernardo, o secretário de Gestão da Prefeitura Municipal de São Paulo, Valter Correia da Silva; o advogado gaúcho Daisson Silva Portanova; o servidor do Ministério do Planejamento Nelson Luiz Oliveira Freitas o proprietário da JD2 Consultoria Dercio Guedes de Souza; o proprietário da CSA Net, Washingon Luiz Viana; e os sócios da Concrused Emanuel Dandas do Nascimento e Joaquim José Maranhão.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, todos os mandados de busca e apreensão foram cumpridos e, dos 14 mandados de condução coercitiva, três deixaram de ser cumpridos em razão da não localização das pessoas mencionadas.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal