PF encontra malas de dinheiro em apartamento ligado a Geddel

Narley Resende


A Polícia Federal encontrou nesta terça-feira (5) milhares de notas em reais em um apartamento em Salvador, que segundo a investigação,  é usado por Geddel Vieira Lima, ex-ministro de Michel Temer, como “bunker” para depósito de dinheiro em espécie.

A operação, chamada Tesouro Perdido, foi autorizada pela 10ª Vara Federal de Brasilia.

Os valores apreendidos serão transportados a um banco onde será contabilizado e depositado em conta judicial.

Segundo a PF, após as últimas fases da Operação Cui Bono, foi possível chegar a um endereço, em Salvador, que seria utilizado para armazenagem de dinheiro.

Os valores apreendidos neste terça=feira (5) serão transportados a um banco onde serão contabilizados e depositados em conta judicial.

Geddel Vieira Lima foi preso no dia 3 de julho, mas conseguiu um habeas corpus para cumprir prisão domiciliar, em Salvador. Em janeiro deste ano, Geddel foi alvo de mandados de busca e apreensão expedidos no âmbito da Operação Cui Bono (“A quem beneficia?”, em latim), que investiga o suposto esquema de corrupção na Caixa Econômica Federal entre os anos de 2011 e 2013 – período em que Geddel ocupou a vice-presidência de Pessoa Jurídica do banco.

As investigações da Polícia Federal e do MPF (Ministério Público Federal) apontam que Geddel e o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) atuaram na liberação de ao menos R$ 1,2 bilhão em empréstimos para empresas, em troca de propina.

O ex-ministro foi citado nas delações do empresário Joesley Batista e do operador financeiro Lúcio Funaro.

1724878

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="452865" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]