“Pokémon Go” chega ao Brasil e já é febre

Roger Pereira


Com informações do UOL

Depois de muita expectativa, enfim o jogo mobile “Pokémon Go” está disponível para celulares e tablets com iOS e Android no Brasil.

O lançamento coloca ponto final à espera de quase um mês pelo lançamento do título. O jogo já está disponível para ser baixado na Play Store, dos dispositivos Android, e na iTunes Store, dos aparelhos da Apple.

Em comunicado oficial publicado na página de “Pokémon Go” no Facebook, a Niantic anuciou a chegada do game ao mercado latino-americano (que inclui o Brasil): “Pegue os tênis e Pokébolas, e prepare-se para explorar o mundo ao seu redor. Estamos empolgados em colocar Pokémon Go oficialmente nas mãos dos nossos fãs latino-americanos, visitantes e atletas Olímpicos no Rio!”.

A equipe do Paraná Portal percorreu a Curitiba e percebeu que o jogo já se tornou febre na cidade. Em shoppings, parques e bares da cidade era possível ver pessoas caçando bichinhos com seus celulares. Até mesmo na Arena da Baixada, onde o Atlético enfrenta o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro, havia torcedores jogando.

Apesar da interface bastante intuitiva, “Pokémon Go” ainda não tem suporte para o idioma português. Todos os textos do game aparecem em inglês.

A cobrança dos jogadores brasileiros para que o game chegue ao país se intensificou nas últimas semanas, com rumores extra oficiais sobre possíveis datas para isso ocorrer sendo levados a público. Até mesmo atletas olímpicos reclamaram da ausência de monstrinhos na Vila Olímpica, no Rio de Janeiro.

Diante da ausência do game por aqui, hackers invadiram o perfil de Twitter do criador do game, John Hanke, no último domingo (31), para cobrar o lançamento.

Lançado no começo de julho, inicialmente apenas na Austrália, Estados Unidos e Nova Zelândia, o jogo chegou a funcionar em ao menos duas ocasiões no Brasil, onde usuários que instalaram o game em seus aparelhos conseguiram experimentar por alguns momentos como é caçar Pokémon no mundo real.

De lá pra cá, o jogo tornou-se um fenômeno, sendo lançado em mais de 30 outros países, rendendo recorde à Nintendo no mercado de ações e um punhado de histórias pra lá de bizarras.

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="376669" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]