Polícia recomenda cuidado para evitar assaltos na hora de sacar o FGTS inativo

Com Agência BrasilNovidade recebida com otimismo por quem tem dinheiro para sacar, a liberação de recursos parado..

Julie Gelenski - 11 de março de 2017, 10:14

Com Agência Brasil

Novidade recebida com otimismo por quem tem dinheiro para sacar, a liberação de recursos parados em contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) exige atenção redobrada de quem for às agências da Caixa Econômica Federal nos próximos dias. Os órgãos de segurança recomendam cautela pare evitar assaltos. No Paraná, bandidos levaram R$ 2,2 mil de um homem na saída de uma unidade da Caixa no município de Ponta Grossa.  No Maranhão houve uma segunda ocorrência de “saidinha” de banco, mas sem ligação com a liberação do benefício porque ocorreu em uma agência do Banco do Brasil.

No Paraná, a Polícia Militar (PM) intensificou o patrulhamento, como faz todo início de mês, quando o movimento nos bancos aumenta. Edson Antônio dos Santos tinha acabado de sair da agência da Caixa na Rua Francisco Otaviano, no bairro Nova Rússia, quando, por volta das 12h40 foi abordado por dois homens bem vestidos que anunciaram o assalto. A ocorrência foi registrada pelo 1° Batalhão de Polícia Militar do Paraná. Até a publicação da reportagem, nenhum suspeito havia sido identificado ou detido.

Mais tranquilidade e segurança 

A transferência de recursos do FGTS para qualquer outro banco pode ser feita gratuitamente, a pedido do trabalhador. Ao receber a quantia a que tem direito, conforme o calendário anunciado pela Caixa, o beneficiário deve solicitar que o valor seja automaticamente transferido para a conta indicada por ele, via DOC ou TED.

Outra recomendação da PM do DF é que as pessoas, principalmente idosos, evitem ir sozinhas sacar qualquer quantia, não aceitem a ajuda de estranhos e estejam atentas à movimentação no interior dos estabelecimentos, alertando a segurança caso desconfiem do comportamento de alguém. Para quem estiver de carro, é recomendável não permanecer muito tempo parado após deixar a agência e entrar imediatamente no veículo.

Outros estados

Em São Paulo, a assessoria da PM informou que não há nenhuma operação especial em curso, mas alguns batalhões intensificaram as rondas no entorno das agências – conforme fazem todos os meses, em dias de pagamento.

Já a assessoria da PM do Rio de Janeiro informou à reportagem que nenhum esquema especial de patrulhamento havia sido adotado, mas que a situação estava sendo devidamente monitorada. A Fecomércio-RJ estima que a liberação dos recursos do FGTS injetem cerca de R$ 1,6 bilhão no comércio de bens, serviços e turismo estadual. “Dinheiro na mão! Um monte de gente comemorando bastante com a graninha inesperada”, comemorou a federação nas redes sociais.