Práticas Integrativas reconhecidas pelo Ministério da Saúde são tema de curso em Curitiba

Assessoria

Ministério da Saúde divulgou no mês de março que serão agregadas 10 novas práticas Integrativas e Complementares ao Sistema Único de Saúde. Os pacientes em tratamento terão acesso a recursos terapêuticos indicados para prevenir doenças como depressão e hipertensão. Entre elas estão a apiterapia, aroma, bioenergética, constelação familiar, cromoterapia, geoterapia, hipnoterapia, imposição de mãos, ozonioterapia e terapia de florais. Para o então ministro da Saúde, Ricardo Barros, essas práticas são investimentos em prevenção à saúde para evitar que pessoas fiquem doentes. “Precisamos continuar caminhando em direção à promoção da saúde em vez de cuidar apenas de quem fica doente”, ressaltou.

Entre as práticas reconhecidas está a hipnoterapia, que pode ser adotada em conjunto com outras técnicas. Em Curitiba, uma das instituições que atuam na área é Instituto Brasileiro de Hipnose e Terapais que está promovendo o curso de Formação em Hipnose Clínica. O curso é composto por dois módulos e é indicado para diversas áreas profissionais, não apenas para os campos da saúde, já que ajuda na carreira profissional,  realização pessoal, equilíbrio emocional e no relacionamento.

Para o professor e instrutor David Bitterman, o curso consiste em capacitar profissionais para uma perspectiva diferenciada de atuação na área da saúde, além de preparar terapeutas que queiram iniciar em uma nova carreira profissional. “A Hipnose Clínica tem se mostrado um recurso terapêutico de resultados surpreendentes. Hoje, os Conselhos Federais de Medicina, Psicologia, Odontologia e Fisioterapia já reconhecem a Hipnose como ferramenta e outras profissões como a Enfermagem, já estão utilizando. Temos os Terapeutas Holísticos que utilizam a Hipnose com grande sucesso. No entanto, o curso não é restrito à área da saúde. Nossos alunos são advogados, professoras e pedagogas, por exemplo. Por se tratar de um curso livre, qualquer pessoa com ensino médio completo, maior de 18 anos, poderá participar. Nosso curso serve tanto para acrescentar valor, quanto para iniciar uma nova profissão”, explica.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook